Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.991,92
    -1.716,68 (-3,84%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Empresa usa tecnologia para reduzir gasto inútil com pneus e combustível

·2 minuto de leitura

As recentes altas no preço dos combustíveis estão preocupando boa parte dos brasileiros que dirigem todos os dias e impactando empresas de transporte e entrega. Neste contexto, uma solução da startup paranaense Gestran surge como uma alternativa interessante para companhias que querem reduzir gastos não só na gasolina, mas nos pneus também.

A Gestran Frotas visa a automatizar e simplificar processos manuais diários dos veículos. A empresa diz que consegue economizar de 20% a 25% no gasto total da frota, e boa parte desse percentual vem do combustível preservado. "Nosso sistema tem uma tecnologia que avalia e cruza uma série de dados e oferece aos nossos clientes as melhores opções”, explica Paulo Raymundi, CEO da Gestran.

A ferramenta atende transportadoras e outros negócios com frotas de veículos, como empresas do varejo, indústria, agronegócio e administrações públicas. Uma opção busca os melhores preços nas bombas do Brasil por região, cidade, posto ou bandeira de rede de postos.

Plataforma de gestão de pneus da Gestran (Imagem: Divulgação/Gestran)
Plataforma de gestão de pneus da Gestran (Imagem: Divulgação/Gestran)

A plataforma também tem um módulo focado no consumo de pneus. Ele prevê o momento certo para aquisição de novas rodas, custos médios, calibragem, envio para reforma, desgaste, vida útil e limite de segurança de desgaste das peças.

É possível fazer uma simulação no site da Gestran com uma calculadora de impacto, que mostra o tamanho da economia que pode ser alcançada usando a solução. Por exemplo: em uma frota de 50 caminhões rodando cada um 11 mil km por mês, consumindo 2,45 km/l e com o litro custando R$ 3,39, a economia mensal seria de R$ 22,8 mil.

O formato da aplicação também permite gestão do estoque de combustível, monitoramento em tempo real dos gastos, integração com bomba interna, redução de custos e controle de descontos nos postos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos