Mercado fechará em 4 h 53 min
  • BOVESPA

    111.229,05
    -694,88 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.234,37
    -223,23 (-0,43%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,42
    +2,44 (+3,05%)
     
  • OURO

    1.804,10
    -5,50 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    17.235,95
    +278,95 (+1,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    408,22
    +6,80 (+1,69%)
     
  • S&P500

    4.071,70
    -4,87 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    34.429,88
    +34,88 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.587,84
    +31,61 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    19.518,29
    +842,94 (+4,51%)
     
  • NIKKEI

    27.820,40
    +42,50 (+0,15%)
     
  • NASDAQ

    11.925,75
    -84,50 (-0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5321
    +0,0381 (+0,69%)
     

Empresa de Trump enganou autoridades fiscais, diz promotora em julgamento

Por Karen Freifeld e Luc Cohen

NOVA YORK (Reuters) - A empresa imobiliária do ex-presidente Donald Trump enganou autoridades fiscais por cerca d 15 anos, disse uma promotora de Nova York a um júri nesta segunda-feira no começo do julgamento criminal da Organização Trump por acusações de fraude fiscal.

A Trump Organization pagou executivos entre 2005 e 2021 - incluindo seu diretor financeiro, Allen Weisselberg - benefícios como aluguel de imóveis e carros sem informar autoridades fiscais, disse Susan Hoffinger, da promotoria de Manhattan.

"Este caso é sobre ganância e trapaça nos impostos", disse Hoffinger. "O esquema foi conduzido, dirigido e autorizado nos mais altos níveis do departamento de contabilidade da empresa."

As declarações de abertura dos advogados das duas unidades de Trump acusadas - conhecidas como Trump Corporation e Trump Payroll Corporation - são esperadas ainda nesta segunda-feira.

Se condenada, a empresa - que opera hotéis, campos de golfe e outros imóveis em todo o mundo - pode enfrentar multas de até 1,6 milhão de dólares. Também poderia complicar a capacidade da empresa de fazer negócios.

Trump, que considera se candidatar à Casa Branca em 2024, não é acusado. A Trump Organization se declarou inocente.

Um painel de 12 jurados e seis suplentes foi escolhido na semana passada para o julgamento, no tribunal de Nova York.

A expectativa é que o julgamento dure mais de um mês. Um veredicto unânime é necessário para a condenação em cada acusação de fraude fiscal, conspiração para defraudar e falsificação de registros comerciais.