Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    114,29
    +1,89 (+1,68%)
     
  • OURO

    1.814,20
    -4,70 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    30.565,89
    +542,38 (+1,81%)
     
  • CMC Crypto 200

    688,38
    +445,70 (+183,66%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.602,52
    +652,31 (+3,27%)
     
  • NIKKEI

    26.904,22
    +244,47 (+0,92%)
     
  • NASDAQ

    12.570,50
    +10,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2159
    +0,0055 (+0,11%)
     

Empresa dará a opção de continuar vivo no metaverso após a morte

·1 min de leitura
Empresa quer que você permaneça viva em seu metaverso
Empresa quer que você permaneça viva em seu metaverso
  • Ideia é que amigos e familiares possam continuar interagindo com o ente querido;

  • Iniciativa será desenvolvida no metaverso da Somnium Space;

  • Será preciso uma coleta enorme de dados, 100 a 300 vezes maior que a feita por celulares.

A empresa Somnium Space, que está criando seu próprio metaverso, parece ter feito a escolha por uma ferramenta um tanto ousada. Chamada de "Live Forever", o recurso permitirá que uma pessoa que já morreu "continuar" viva através do metaverso.

Não, não é uma poção mágica de imortalidade, nem uma transferência da consciência para a máquina no estilo das ficções científicas. A ideia da companhia é capturar voz, gestos, vestimentas da pessoa de uma maneira tão realista que até mesmo familiares acreditem estar falando com a pessoa real, e não com uma inteligência artificial (IA).

Para Artur Sychov, fundador e diretor executivo da Somnium Space, a ideia é permitir que o avatar de pessoas mortas possam continuar interagindo como se fossem elas.

"Literalmente, se eu morrer – e eu tiver esses dados coletados – as pessoas ou meus filhos podem vir e conversar com meu avatar, com meus movimentos, com minha voz", disse Sychov.

Para criar essa verossimilhança, no entanto, será necessário capturar uma quantidade enorme de dados da pessoa. Sychov estima que em um metaverso é possível capturar cerca de 100 a 300 vezes mais dados do que através de um telefone celular.

Por enquanto a ferramenta ainda é apenas especulativa, mas o CEO da Somnium Space afirmou que a criação digital da pessoa, com a coleta de dados, só será feita de forma ética, com consentimento dos indivíduos, e através de um pagamento. "Se você não pagar, nunca coletaremos um único ponto de dados, porque não vendemos seus dados. Você tem o controle".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos