Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.717,94
    -517,82 (-0,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.460,55
    +652,34 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    93,97
    -0,37 (-0,39%)
     
  • OURO

    1.805,00
    -2,20 (-0,12%)
     
  • BTC-USD

    23.958,77
    +0,51 (+0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    568,09
    -6,65 (-1,16%)
     
  • S&P500

    4.207,27
    -2,97 (-0,07%)
     
  • DOW JONES

    33.336,67
    +27,16 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.465,91
    -41,20 (-0,55%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.331,25
    +20,00 (+0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3236
    -0,0001 (-0,00%)
     

Empresa de segurança descobre 50 criptomoedas maliciosas na blockchain da Binance

·2 min de leitura
Criptomoeda golpe
Criptomoeda golpe

A PeckShield, empresa de análise de dados e segurança de blockchain, afirmou que encontrou mais de 50 projetos maliciosos na Binance Smart Chain (BSC). Apesar de usarem diferentes técnicas, o objetivo dos projetos é o mesmo: enganar investidores.

Como exemplo do perigo destas criptomoedas, podemos citar o golpe da Squid Game, um token que usava o nome de uma série da Netflix de forma impropriada. Realizado no final de novembro, este golpe não permitia que os usuários vendessem seus tokens e acabou caindo para zero em menos de um minuto.

Além destas armadilhas contidas nos próprios contratos inteligentes, também é preciso ressaltar que mesmo que não haja nada suspeito ali, também existem outros pontos como a oferta total de tokens, bem como a quantidade disponível nas carteiras dos desenvolvedores.

Mais de 50 projetos maliciosos

Conforme qualquer pessoa pode utilizar blockchains públicas para emitir seus tokens, esta liberdade também é um chamariz para bandidos. Afinal, os desenvolvedores do projeto podem ter total controle destes tokens.

Como exemplo, a PeckShield listou três tipos diferentes de técnicas usadas por mais de cinquenta projetos destes golpistas, são elas:

  1. Os administradores podem emitir uma quantia ilimitada de tokens;

  2. Os administradores podem restringir a venda do token;

  3. Os administradores podem bloquear qualquer conta.

O primeiro ponto permite que o desenvolvedor cunhe uma quantidade ilimitada de tokens para sua conta, e então eles são vendidos no mercado, fazendo o preço da moeda ir para zero e o projeto morrer.

O segundo é o mesmo utilizado pelo Squid Game, no qual as pessoas conseguiam comprar porém não conseguiam vender. Já o último, tem o mesmo efeito ao travar os tokens de determinadas pessoas, ou seja, é como ter o seu dinheiro roubado.

Como se proteger

Alguns sites como BSCheck permitem que você faça uma análise sobre o contrato inteligente de um token em questão. Apesar disso, isso apenas lhe ajuda na parte da análise do contrato inteligente.

Ou seja, há inúmeras outras formas usadas para atrair e enganar investidores. Por conta disso, nós do Livecoins recomendamos que você não compre memecoins e moedas recomendadas por influenciadores, por exemplo.

Investir em projetos sólidos, como o Bitcoin, ainda é o melhor jeito de evitar golpes.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos