Mercado abrirá em 1 h 8 min
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,92
    -2,36 (-3,09%)
     
  • OURO

    1.763,00
    +9,00 (+0,51%)
     
  • BTC-USD

    16.208,48
    -362,50 (-2,19%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,76
    -2,89 (-0,76%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.456,83
    -29,84 (-0,40%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.675,75
    -107,00 (-0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6239
    -0,0005 (-0,01%)
     

Empresa quer levar internet wi-fi à Lua; entenda

Empresa quer conectar o planeta Terra à Lua com internet através de satélites
Empresa quer conectar o planeta Terra à Lua com internet através de satélites
  • Objetivo é atuar na conexão entre os dois astros através da internet;

  • Atualmente, infraestrutura necessária para enviar e receber dados é muito custosa;

  • Por conta disso, somente agências espaciais conseguem realizar essas operações.

A startup americana Aquarian Space está com planos de levar internet de alta velocidade wi-fi para a Lua. A empresa, localizada em Boulder, no estado de Colorado, está atualmente na fase de angariar investimentos. Por enquanto, a companhia já conseguiu US$ 650 mil (R$ 3,23 milhões) para iniciar seus planos.

A ideia da empresa é, através de satélites parecidos com os utilizados por outras empresas do ramo de internet, como a Starlink, da SpaceX, conectar o planeta Terra à Lua, via internet.

Atualmente essa conexão é feita a partir de um sistema chamado “EME” (“Earth-Moon-Earth” ou “Terra-Lua-Terra”), baseado em plataformas que enviam e recebem informações em ondas de rádio.

O problema deste modelo é que é incrivelmente custoso, e portanto, somente empresas como a NASA e a ESA (agência espacial europeia), conseguem montar uma infraestrutura capaz de propagar e receber ondas tão longe.

A Aquarian Space, tem como objetivo então, criar uma infraestrutura paralela à utilizada pelas agências espaciais, que seria chamada de Solnet, visando facilitar a comunicação entre os astros.

“Em 2021, tivemos 13 módulos de pouso, rovers e satélites em órbita na Lua”, disse Kelly Larson, diretora executiva da empresa. “Até 2030, teremos 200, criando uma economia lunar multibilionária. Mas isso não vai acontecer sem uma sólida e confiável linha de comunicação entre a Terra e a Lua”.

As promessas da Aquarian são ousadas, eles pretendem iniciar os lançamentos em 2024, e afirmam que implementarão uma conexão de até 100 Mbps (megabits por segundo), uma taxa três vezes superior à média estadunidense de 30 Mbps.