Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.782,15
    -194,55 (-0,18%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.081,33
    -587,31 (-1,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,43
    -0,81 (-1,05%)
     
  • OURO

    1.741,30
    +1,00 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    16.153,61
    -327,75 (-1,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    378,85
    -1,44 (-0,38%)
     
  • S&P500

    3.963,94
    -62,18 (-1,54%)
     
  • DOW JONES

    33.849,46
    -497,57 (-1,45%)
     
  • FTSE

    7.474,02
    -12,65 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    27.936,65
    -226,18 (-0,80%)
     
  • NASDAQ

    11.621,75
    +5,50 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5496
    +0,0004 (+0,01%)
     

Empresa que usou meme de Chico Buarque indenizará cantor em R$ 25 mil

Chico Buarque, cantor
Meme de Chico Buarque é famoso na internet e costuma ser usado para comparar a reação das pessoas frente a duas situações distintas, sendo uma positiva e outra negativa

(REUTERS/Luciana Whitaker)
  • A empresa Valor Tecnologia foi condenada a indenizar em R$ 25 mil o cantor Chico Buarque

  • O motivo foi ter usado famoso meme com foto do cantor em uma campanha publicitária

  • Segundo a juíza, não importa que a imagem seja amplamente divulgada na internet

A Valor Tecnologia foi condenada a pagar R$ 25 mil ao cantor Chico Buarque após utilizar, de forma indevida, o famoso meme do cantor. A empresa, que desenvolve aplicativos para clínicas e consultórios, apostou nas imagens para criar uma campanha publicitária não autorizada pelo artista.

As fotos são da capa do álbum Chico Buarque de Hollanda, de 1966, e ele aparece sorrindo em uma enquanto está sério na outra. A publicação foi feita em março deste ano e, segundo a Valor Tecnologia, a ideia não foi lucrar com a imagem do cantor, mas trazer uma linguagem jovem e divertida ao post.

Leia também:

Conforme divulgado pela IstoÉ, a empresa publicou frases relacionadas a cada uma das fotos, como “preso no consultório” e “podendo atender clientes em qualquer lugar” e se defendeu com o argumento de que as imagens eram amplamente divulgadas na internet.

O caso foi decidido no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). “O fato de a imagem do autor ter sido utilizada indevidamente, em outras oportunidades, por pessoas diversas e para os mais variados fins, não descaracteriza a conduta ilícita da ré”, disse a juíza Ingrid Charpinel Reis.

Em 2017, o meme chegou a ser utilizado por Chico Buarque para anunciar a abertura de sua conta oficial no Instagram.