Mercado abrirá em 6 h 7 min
  • BOVESPA

    113.583,01
    +300,34 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.598,53
    +492,82 (+0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,56
    +1,11 (+1,47%)
     
  • OURO

    1.742,60
    -9,40 (-0,54%)
     
  • BTC-USD

    42.009,87
    -2.066,00 (-4,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.040,52
    -61,00 (-5,54%)
     
  • S&P500

    4.443,11
    -12,37 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.869,37
    +71,37 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.063,40
    +11,92 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    24.562,44
    +353,66 (+1,46%)
     
  • NIKKEI

    30.183,96
    -56,10 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    15.094,00
    -100,75 (-0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2861
    -0,0207 (-0,33%)
     

Empresa passa na frente da Tesla e da Ford e lança a primeira picape elétrica: Rivian R1T

·3 minuto de leitura
Empresa passa na frente da Tesla e da Ford e lança a primeira picape elétrica: Rivian R1T
Empresa passa na frente da Tesla e da Ford e lança a primeira picape elétrica: Rivian R1T

Nem Tesla Cybertruck, nem Ford F-150 Lightning. Quem chegou primeiro foi uma novata, fundada em 2009: a Rivian, que acaba de anunciar que seu modelo R1T já está nas ruas. Conforme anunciado pelo CEO no Twitter:

“Depois de meses construindo veículos de pré-produção, esta manhã nosso primeiro veículo de cliente saiu de nossa linha de produção em Normal! O esforço coletivo de nossa equipe tornou este momento possível. Mal posso esperar para colocá-los nas mãos de nossos clientes!”.

Saindo da linha de montagem (Imagem: Rivian/Divulgação)
Saindo da linha de montagem (Imagem: Rivian/Divulgação)

A Rivian teve um baita impulso para lançar a primeira picape elétrica vindo da Amazon, que já fez uma mega-encomenda de 10 mil veículos de entrega em 2019 (entre R1T e R1S), com um contrato com 100 mil até 2030.

A picape elétrica e a pandemia

A produção da R1T para os clientes da Rivian ocorre após pelo menos dois atrasos causados ​​pela pandemia de COVID-19 e pela escassez global de chips. Mais recentemente, Scaringe escreveu em uma carta aos clientes que as entregas da picape começariam em setembro, com o SUV R1S a seguir.

Saindo na frente

No início deste mês, a Rivian anunciou que a primeira versão da picape R1T tem alcance de cerca de 502 quilômetros junto à Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA, sigla em inglês). Enquanto seu R1S, segundo a empresa, chega a quase 506 quilômetros, com uma bateria de 150 kW.

Saindo da linha de montagem (Imagem: Rivian/Divulgação)
Saindo da linha de montagem (Imagem: Rivian/Divulgação)

O F-150 Lightning da Ford, que não deve sair até março de 2022, tem um alcance planejado de 230 milhas na versão padrão e até 300 milhas (cerca de 480 quilômetros) na versão estendida.

As entregas da picape elétrica R1T “Launch Edition” e o SUV R1S estão programadas para começar este mês, com preços a partir de US$ 73 mil (aproximadamente R$ 383.644 em valores atuais, 15/09, desconsiderando diferenças de impostos ou taxas).

Leia mais:

Crescimento da Rivian

Criada em 2009, nos últimos anos, a Rivian passou por um crescimento explosivo em termos de pessoas, patrocinadores e parceiros. Muito graças à sua picape R1T totalmente elétrica e à SUV R1S, que foram apresentadas no Salão do Automóvel de Los Angeles no final de 2018.

Desde então, a montadora arrecadou bilhões de dólares (US$ 10,5 bilhões desde 2019) e expandiu sua fábrica na cidade de Normal, em Illinois (EUA). Neste período, contratou milhares de funcionários (dos 600 de início, passou a contar com cerca de 8 mil) e conquistou a Amazon como cliente comercial.

Mais recentemente, a Rivian entrou com um pedido confidencial de IPO (quando a empresa decide abrir capital publicamente para vender parte de suas ações pela primeira vez).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos