Mercado abrirá em 8 h 30 min

Empresa do Pátria Investimentos tem aval para compra de negócio de insumos agrícolas

SÃO PAULO (Reuters) - A Lavoro Agrocomercial, controlada por uma empresa do Pátria Investimentos, recebeu autorização do órgão brasileiro de defesa da concorrência para aquisição da Central Agrícola, que tem sede em Rondônia e atua na comercialização de sementes, fertilizantes e defensivos agrícolas.

O negócio entre a Lavoro e a Central Agrícola foi aprovado sem restrições pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), segundo despacho do órgão estatal no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

A Lavoro também atua com venda de sementes, defensivos agrícolas e fertilizantes, com presença principalmente no Mato Grosso e em menor escala em Goiás e no Mato Grosso do Sul. Já a Central Agrícola tem foco em Rondônia e uma participação menor em Mato Grosso.

O valor do negócio não consta do parecer do Cade sobre a operação.

O Pátria, que se define como uma gestora de investimentos alternativos, controla a Lavoro por meio da holding Terraverde, parte do portfólio de um de seus fundos.

Com a transação, o Pátria deve ampliar seus negócios no setor agrícola, onde já possui investimentos, por meio da Terraverde, na distribuidora de produtos agropecuários Pitangueiras, na Impacto Insumos Agrícola e em outras empresas, segundo documentos do Cade.

A aquisição da Central Agrícola envolverá a compra de 77% do capital da companhia junto aos atuais acionistas e um aumento de capital que levará a Lavoro a ficar ao final com mais de 99% do capital da empresa.


(Por Luciano Costa)