Mercado fechado

Empresa lista imóveis que aceitam Bitcoin como pagamento no Brasil

Imobiliária vende imóveis em troca de Bitcoin e bate recorde na Turquia
Imobiliária vende imóveis em troca de Bitcoin e bate recorde na Turquia

Uma empresa de tecnologia no setor imobiliário (proptech), fechou uma parceria com grandes construtoras para listar os imóveis a venda que aceitam bitcoin como meio de pagamento no Brasil.

A página chamada “Aceita Bitcoin” está disponível para consulta e mostra imóveis de várias cidades brasileiras.

Sua criação foi possível a partir da parceria com as incorporadoras Gafisa, Melnick, Tecnisa, Vitacon, Mac Lucer e Even, todas que já aceitam bitcoin como meio de pagamento.

60 imóveis já foram anunciados por bitcoin. Isso mostra que a moeda digital segue crescendo como meio de pagamento no setor imobiliário brasileiro.

Empresa lista imóveis que aceitam bitcoin como pagamento no Brasil

A plataforma Apto entrou para o mercado de criptomoedas e foi desenvolvida para venda de imóveis na planta, em construção e prontos para morar.

O Bitcoin, pioneiro entre as moedas digitais, passa a ser aceito como forma de pagamento para 60 imóveis de incorporadoras parceiras que anunciam no Apto.

Alinhado ao crescimento das tendências, o fundador e CEO do Apto, Alex Frachetta, decidiu lançar na plataforma um espaço exclusivo de anúncios para pagamentos com Bitcoin. “Muita gente já tem ativos em criptomoedas. Usar esses recursos para comprar um dos bens mais caros que as pessoas compram ao longo da vida faz total sentido“, explica.

Para o executivo, ampliar o leque de opções ao consumidor facilita a busca por imóveis para adeptos das criptomoedas, atraindo mais compradores e atingindo novos públicos. “A expectativa com isso é nos tornarmos uma referência, um lugar seguro e confiável para que os clientes que já tenham como realidade o pagamento em cripto busquem imóveis novos. Isso vale para quem busca imóveis para morar ou mesmo investir“.

Solução em parceria com construtoras nacionais

Em nota ao Livecoins, o Apto disse que a primeira fase para implementar o bitcoin em seus negócios foi de pesquisa.

Assim, a proptech buscou as incorporadoras e construtoras nacionais que já aceitam bitcoin como forma de pagamento.

Depois, a empresa selecionou os anúncios, centralizando esses em uma coleção exclusiva chamada “Aceita Bitcoin” em seu próprio site. Alex Frachetta destaca que a divulgação dessa coleção é uma prioridade na página da empresa.

“Criamos também um filtro para facilitar a busca dentro da plataforma, e também no próprio Google. E passamos a priorizar a divulgação desta coleção na página principal do Apto.”

A empresa investiu R$ 15 mil entre pesquisa e construção do ambiente, contando hoje com apoio de grandes empresas.

Feliz com a iniciativa, Marcelo Dzik, Diretor Executivo de Incorporação da Even, empresa listada na bolsa brasileira e primeira a aceitar bitcoin no país, disse que eles querem facilitar a vida de seus clientes, com pagamentos rápidos em uma moeda que cresce cada vez mais.

Para o futuro, o fundador do Apto acredita que o setor imobiliário setá fortemente impactado pelas criptomoedas. Tokenização, moedas digitais e similares farão parte do futuro, do qual a empresa se mostra atenta às oportunidades.

Fonte: Livecoins

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.