Mercado abrirá em 1 h 46 min

Empresa de Israel quer produzir carne em escala industrial para astronautas

Danielle Cassita
·2 minuto de leitura

No ano passado, a Aleph Farms, empresa israelense, anunciou o sucesso do cultivo de amostras de carne na Estação Espacial Internacional (ISS). Agora, a empresa quer avançar na empreitada e anunciou o programa Aleph Zero, que é uma iniciativa para cultivar carne em quantidades industriais no espaço.

O experimento realizado na ISS foi feito em uma colaboração com a 3D Bioprinting Solutions, onde a carne bioimpressa foi cultivada a partir de duas células bovinas. Desde então, a empresa vem buscando parcerias estratégicas com empresas de tecnologia e agências espaciais para realizar pesquisas colaborativas e de longo prazo para desenvolver contratos e garantir a integração das inovações da agricultura celular nos programas espaciais.

Segundo uma publicação feita no perfil da Aleph Farms na plataforma Medium, esses programas serão importantes para aumentar a expertise da empresa na biologia celular, engenharia de tecidos e ciência dos alimentos para estabelecer as BioFarms — que são as instalações da empresa para o cultivo de carne em larga escala — em ambientes extraterrestres com quase nenhum recurso natural.

A publicação também traz comentários de Didier Toubia, CEO e co-fundador da Aleph Farms. Para ele, as restrições impostas pelas condições do espaço profundo forçam a empresa a levar a eficiência do processo de produção de carne ao encontro de padrões de sustentabilidade bem maiores. “O programa ‘Aleph Zero’ reflete nossa missão de produzir carne deliciosa e de qualidade localmente, onde pessoas vivam e a consumam mesmo nos locais mais remotos”, diz.

Entretanto, se o objetivo dessa iniciativa é avançar na produção da carne, a empresa precisa trabalhar rápido: existem outras companhias que também têm interesse em uma fatia desse mercado, que deverá crescer em um futuro não tão distante. Além disso, com o programa Artemis, da NASA, que busca estabelecer a presença humana permanente na Lua e os planos que Elon Musk tem para Marte são iniciativas que podem aumentar bastante o número de pessoas vivendo a longo prazo no espaço.

Por outro lado, ter carne à disposição seria uma opção bem vinda — e já há estudos que mostram a possibilidade do cultivo de diferentes tipos de alimentos na Lua e Marte. Então, se for possível produzir carne em escala industrial a partir de ingredientes locais, como a Aleph pretende fazer com as BioFarms, essa poderá ser uma mudança grande na nutrição dos futuros exploradores espaciais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: