Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,23 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,34 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +0,19 (+0,29%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    50.047,21
    +1.481,68 (+3,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,20 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,51 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    -11,25 (-0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7780
    -0,0079 (-0,12%)
     

Empresa envolvida no caso GameStop vai anunciar no Super Bowl

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das protagonistas do caso Gamestop, a corretora digital Robinhood, que restringiu a compra de novas ações da empresa na semana passada, vai dar uma guinada publicitária. A empresa planeja levar ao ar um comercial de 30 segundos no intervalo do Super Bowl no domingo (7), segundo o Wall Street Journal. A iniciativa serve como medida da dimensão que o caso tomou: a final do campeonato de futebol americano transmite anúncios memoráveis no país e é o espaço publicitário mais caro da mídia americana. Na tentativa de restabelecer a imagem da empresa, a peça mostra pessoas comuns em tarefas diárias e se encerra com a mensagem "somos todos investidores". Sem mencionar o episódio GameStop, a Robinhood publicou uma apresentação do anúncio na internet e disse nasceu para atender milhões de pessoas que se sentiram deixadas para trás pelo sistema financeiro americano. ​ Neste ano, por causa da pandemia, grandes marcas como Budweiser e Coca-Cola, que há décadas produzem anúncios para a final do campeonato da NFL (Liga Nacional de Futebol) dos Estados Unidos, vão ficar de fora.