Mercado fechará em 3 h 46 min
  • BOVESPA

    118.265,36
    -1.381,04 (-1,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.353,86
    +228,15 (+0,51%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,84
    -0,47 (-0,88%)
     
  • OURO

    1.861,80
    -4,70 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    31.664,89
    -1.837,21 (-5,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    630,54
    -49,37 (-7,26%)
     
  • S&P500

    3.855,27
    +3,42 (+0,09%)
     
  • DOW JONES

    31.188,92
    +0,54 (+0,00%)
     
  • FTSE

    6.728,94
    -11,45 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    29.927,76
    +285,48 (+0,96%)
     
  • NIKKEI

    28.756,86
    +233,60 (+0,82%)
     
  • NASDAQ

    13.329,00
    +34,75 (+0,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5151
    +0,1071 (+1,67%)
     

Empresa demite gerentes por apostas sobre número de funcionários que seriam infectados pelo coronavírus

·1 minuto de leitura
Coronavirus corona virus prevention travel surgical masks and hand sanitizer gel for hand hygiene spread protection.
(Foto: Getty Images)

Sete gerentes da fábrica da empresa Tyson Foods na cidade norte-americana de Waterloo, no estado de Iowa, foram demitidos depois que uma investigação comprovou que eles vinham apostando sobre o número de funcionários que seriam contaminados pela Covid-19.

As alegações foram feitas em uma ação de homicídio culposo movida por parentes de vítimas fatais do coronavírus que trabalhavam na fábrica de Waterloo. Em maio, cerca de mil dos 2.800 funcionários da empresa na cidade testaram positivo para a Covid-19.

Diante das acusações, a Tyson Foods contratou o ex-procurador-geral norte-americano Eric Holder para a condução de uma investigação independente, que comprovou o envolvimento dos gerentes nas apostas.

Leia também

"O comportamento exibido por esses indivíduos não representa os valores centrais da Tyson, e é por isso que tomamos medidas imediatas e apropriadas para chegar à verdade", disse o CEO e presidente da Tyson Foods, Dean Banks, em comunicado.

Além das apostas, os gerentes teriam incentivado funcionários a permanecerem no local de trabalho mesmo apresentando sintomas da Covid-19. Eles também teriam escondido a propagação da doença na fábrica e intensificado as medidas preventivas somente para si próprios.