Mercado fechará em 1 h 2 min
  • BOVESPA

    113.185,74
    +153,77 (+0,14%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.625,95
    -12,41 (-0,03%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,11
    -3,30 (-3,69%)
     
  • OURO

    1.789,80
    -8,30 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    23.800,22
    -316,66 (-1,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    564,97
    -6,95 (-1,21%)
     
  • S&P500

    4.299,94
    +2,80 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.127,66
    +215,22 (+0,63%)
     
  • FTSE

    7.536,06
    +26,91 (+0,36%)
     
  • HANG SENG

    19.830,52
    -210,34 (-1,05%)
     
  • NIKKEI

    28.868,91
    -2,87 (-0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.586,00
    -95,25 (-0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2322
    +0,0537 (+1,04%)
     

Empresa de segurança digital alerta para dois golpes em alta via Pix

·2 min de leitura
  • Golpes utilizam o QR Code do Pix devido a instantaneidade da transferência;

  • Em dúvidas é sempre bom entrar em contato com a empresa através de canais oficiais

  • Não se deve esquecer de conferir os dados antes de realizar uma transferência.

A Kaspersky, empresa de cibersegurança, emitiu um aviso sobre dois golpes que usam o pagamento via QR Code do Pix que estão em alta no momento.

O primeiro é bastante comum no início do ano, o golpe da fatura falsa.

Os criminosos se utilizam da época de renovações de planos de assinatura de streaming ou de telefonia para enviar uma fatura para a vítima.

A novidade é a opção de pagamento via QR Code através do Pix. Pelo que a empresa afirma, essa modalidade parece ser a preferida pelos criminosos, visto que eles oferecem um desconto de 5% sob a conta caso a pessoa pague dessa forma.

Leia também:

"Muitos golpes acabam morrendo na praia, pois a vítima percebe a fraude e consegue cancelar a operação. Porém os métodos de pagamento digitais, e isso não é exclusividade do PIX, são instantâneos e, consequentemente, vantajosos para quem usa a tecnologia de forma maliciosa", diz Fabio Assolini, analista sênior da Kaspersky no Brasil.

O segundo golpe chega como uma novidade, oferecendo um plano de streaming para assistir filmes em cartaz no cinema em casa.

De acordo com a Kaspersky, os criminosos simulam ser uma plataforma de streaming bem conhecida e, graças a uma suposta parceria com grandes redes de cinema, criaram um serviço para oferecer filmes em cartaz no conforto da casa da vítima.

Segundo a empresa, os criminosos vêm pedindo a quantia de R$ 267,99 por três meses de assinatura, e o único meio de pagamento é pelo QR Code do Pix.

A empresa de segurança ressalta a necessidade de checar a veracidade da promoção no site oficial da empresa, ou ainda entrar em contato pelos canais oficiais.

Ressalta também que não se deve utilizar os e-mails ou telefones informados nos e-mails suspeitos pois estes podem ainda ser dos estelionatários.

Também é importante confirmar os dados do destinatário da conta antes de realizar a transferência. Os criminosos costumam utilizar nomes de laranja para receber o dinheiro dos golpes. Os pagamentos legítimos mostrarão os nomes, ou razões sociais, corretos da empresa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos