Mercado abrirá em 27 mins
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    92,87
    +0,94 (+1,02%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -1,20 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    24.661,14
    +1.556,90 (+6,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    583,03
    +51,81 (+9,75%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.477,21
    -29,90 (-0,40%)
     
  • HANG SENG

    20.082,43
    +471,59 (+2,40%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.475,50
    +83,50 (+0,62%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2418
    -0,0046 (-0,09%)
     

Empresa de Musk vai oferecer internet para barcos; confira preços

Starlink Maritime: internet de Elon Musk chegará à embarcações (Divulgação/Starlink)
Starlink Maritime: internet de Elon Musk chegará à embarcações (Divulgação/Starlink)
  • Internet em alto mar de Elon Musk terá velocidades de download de até 350 Mbps;

  • Área de cobertura inclui o Brasil;

  • Preço assusta quanto comparado aos planos residenciais.

A Starlink, subsidiária da SpaceX que fornece o serviço de internet via satélite, anunciou seus planos de conexão para barcos, navios e iates. O anúncio veio após a autorização do serviço pela Comissão Federal de Comunicações (FCC), agência regulatória das telecomunicações americana similar à Anatel brasileira.

A internet via satélite de Musk possui um grande diferencial em relação à competição. Seus equipamentos ficam em uma posição na órbita muito mais próxima do planeta do que os demais satélites, de modo que a Starlink consegue prover uma conexão com alta velocidade e baixa latência para seus usuários.

Chamado de Starlink Maritime, o serviço disponibiliza velocidades de download de até 350 Mbps em alto mar, independente de "nevoeiros, ventos extremos e tempestades", afirmou Musk.

Apesar de anunciar o serviço como sendo "em alto mar", há uma área de cobertura onde a internet irá funcionar. A costa leste e oeste dos Estados Unidos está inclusa, com exceção do Alasca, assim como as Bahamas, Haiti, Costa Rica, Porto Rico e México. Na Europa todo Mediterrâneo, Reino Unido e norte da Europa (até a parte sul da Suécia) estão cobertos.

O Brasil também aparece no mapa de cobertura, em um terreno que vai do sul da Bahia até o Rio Grande do Sul. O outro lado do continente também está incluso em toda costa do Chile, além das partes Oeste, Leste e Sul da Austrália, e todo o entorno da Nova Zelândia.

O preço, no entanto, é um pouco salgado, ao menos para os meros mortais. A instalação do equipamento não sai por menos de US$ 10 mil, enquanto a mensalidade custa US$ mil por mês. Em conversão direta, são R$ 53 mil e R$ 26,5 respectivamente. Quando comparado ao preço da internet residencial de Musk, esse valor pode até assustar os fãs da SpaceX, porém o executivo afirmou que costumava pagar um valor de US$ 150 mil ao mês por uma internet muito pior em suas embarcações.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos