Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,27
    -0,03 (-0,04%)
     
  • OURO

    1.744,90
    -4,90 (-0,28%)
     
  • BTC-USD

    44.791,62
    +1.219,38 (+2,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.119,18
    +10,26 (+0,92%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.510,98
    +289,44 (+1,19%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.311,00
    +7,50 (+0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2262
    +0,0174 (+0,28%)
     

Empresa cria cabine de telemedicina para espaços públicos a partir de R$ 68

·2 minuto de leitura

A franquia de coworking médico Buratto Consultórios lançou recentemente um novo produto derivado chamado Buratto Tele, que na prática é uma cabine de telemedicina para quem não conta com computador ligado a webcam e microfone em casa. Segundo o site Pequenas Empresas Grandes Negócios, a primeira unidade foi inaugurada em uma farmácia no centro de Mauá, na Grande São Paulo.

As consultas com clínico geral na cabine custam R$ 69,80, mas é possível agendar horários com especialistas e pagar com cartões de débito e crédito. A consulta só é liberada após a confirmação do pagamento. Os cerca de 250 médicos que atendem nas sete unidades do Buratto Consultórios, além de outros recrutados via parcerias com empresas de recursos humanos médicos, poderão prestar seus serviços pela plataforma.

A ideia da empresa é instalar a cabine em locais de fácil acesso, como shopping centers, supermercados e farmácias. A empresa disse ao site ter investido cerca de R$ 500 mil no novo negócio, incluindo aí a produção da cabine, a parceria com uma healthtech para desenvolver a plataforma — que funciona por meio de um tablet — e soluções de sanitização para desinfetar o ambiente após cada uso.

Cássia Buratto, CEO da marca, disse que a inspiração veio de varejistas e redes farmacêuticas dos EUA, como Walgreens, CVS e Walmart, que passaram a investir mais em saúde a baixo custo. O maior exemplo vem desta última, que lançou o Walmart Health, um tipo de rede de centros médicos com consultas e exames laboratoriais. Os preços aplicados independem do status do seguro dos clientes.

A produção de uma unidade do Buratto Tele custa a partir de R$ 45 mil, valor que inclui a taxa de franquia e os equipamentos necessários. A tarefa do investidor franqueado é gerir o ponto e disponibilizar funcionários fora da cabine para ajudar os pacientes.

Devido à pandemia da COVID-19, a telemedicina foi aprovada no Brasil primeiro em caráter temporário, pelo Ministério da Saúde, em março de 2020. Depois foi oficializada pela Lei 13.989, em abril do mesmo ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos