Mercado fechado

Empresa canadense afirma que maconha sem cheiro está prestes a chegar ao mercado

LONDRES, REINO UNIDO – 20/04/2019: Jovens fumando maconha em Londres. (Foto de Dinendra Haria/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

A CannabCo Pharmaceutical Corp., empresa sediada em Brampton, Ontário, no Canadá, está aguardando uma licença da agência governamental Health Canada para iniciar a produção de uma nova droga recreativa: uma versão praticamente “sem cheiro” da maconha.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

A companhia alega ter desenvolvido a tecnologia necessária para eliminar o cheiro característico quando se fuma ou se armazena a maconha e, assim, emplacar mais um produto no crescente mercado da droga legalizada no Canadá.

Leia também

“Muitos usuários e pessoas próximas a usuários de maconha reclamam do cheiro, especialmente em locais fechados, condomínios e apartamentos, e esta tecnologia vai resolver estes problemas”, escreveu o presidente e diretor executivo da CannabCo, Mark Pellicane, em um comunicado de imprensa.

A CannabCo explicou que tem um acordo com um fornecedor não revelado para implantar a tecnologia antiodor, e planeja lançar uma variedade de produtos tanto para o mercado medicinal quanto para o recreativo. A empresa privada está promovendo o lançamento como uma inovação global.

A CannabCo alega que sua tecnologia PURECANN “reduz muito” o cheiro da maconha quando a flor é queimada, e o torna “praticamente indetectável” quando o produto seco é armazenado. A tecnologia também promete reduzir a secura na garganta ao fumar, e atenuar os efeitos do dia seguinte.

De acordo com o comunicado de imprensa, a Health Canada já concedeu à CannabCo uma notificação de ‘Confirmação de Prontidão’. Atualmente a empresa está levantando capital e construindo uma fábrica na cidade de Brampton.

A CannabCo afirmou que a tecnologia está de acordo com todos os padrões da GMP, um conjunto de regras amplamente aceitas em relação à manipulação, limpeza, garantia de qualidade e processo de acondicionamento de produtos no Canadá.

Segundo a CannabCo, a empresa terá os direitos exclusivos para implantar a tecnologia na sua produção canadense após o recebimento da licença da Health Canada, e não descarta a possibilidade de fazer acordos com outros produtores.

“Não há a necessidade de dispositivos ou aparelhos por parte do usuário. O resultado final é simplesmente uma maconha pura, sem cheiro,” acrescentou Pellicane. “Uma mulher vai poder carregar maconha na sua bolsa sem que o cheiro fique concentrado na mesma”.

Jeff Lagerquist