Empresa brasileira negocia venda de radares para equipar caças russos

Brasília, 16 fev (EFE).- A empresa brasileira Mectron está tentando concluir um acordo para equipe, com um de seus radares, os aviões russos Yak-130A, durante a visita que o presidente Dmitri Medvedev fará na próxima semana ao Brasil.

Segundo o jornal "O Estado de S.Paulo", a negociação está avançada e "se insere no contexto de um acordo maior" firmado em dezembro pelos governantes dos dois países.

A Mectron, subsidiária da Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT) e produz os radares Scipio-01, que são utilizados em caças-bombardeiros e de treinamento avançado, produzidos pela Embraer.

Segundo o jornal, o radar pode identificar um mínimo de 4 objetivos (e, talvez, no máximo 8) simultaneamente. Alvos aéreos de 5 metros quadrados podem ser encontrados a 32 quilômetros de distância, e terrestres de 100 metros quadrados, a até 80 quilômetros.

A Mectron negocia a venda desses radares com a empresa russa Irkut, fabricante dos aviões Yak-130A, utilizados pelas forças aéreas da Argélia, Bangladesh, Belarus e Mongólia.

Medvedev chegará à Brasília na próxima terça-feira e liderará a delegação de seu país que participará, a partir do dia seguinte, da VI Assembleia do Comitê de Cooperação Russo-Brasileira. O encontro abrangerá diversos assuntos como comércio ciência, energia, educação e defesa. EFE

Carregando...