Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,92
    -0,74 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.796,90
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    58.568,25
    -2.032,07 (-3,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.401,52
    -72,81 (-4,94%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.628,74
    -409,53 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.767,55
    -330,69 (-1,14%)
     
  • NASDAQ

    15.619,75
    +32,50 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4185
    -0,0062 (-0,10%)
     

Empresa australiana retira testes de covid do mercado após falsos positivos

·1 minuto de leitura
Funcionárias da empresa australiana Ellume em 21 de dezemrbo de 2020 na cidade de Brisbane (AFP/Patrick HAMILTON)

A empresa australiana de produtos médicos Ellume anunciou a retirada de quase 200.000 testes de covid-19 do mercado nos Estados Unidos, após constatar o aumento da possibilidade de resultados falsos positivos.

Os testes rápidos caseiros da Ellume foram os primeiros a receber no ano passado autorização para uso de emergência nos Estados Unidos.

Mas a Administração de Medicamentos e Alimentos (FDA) dos Estados Unidos alertou na terça-feira sobre o "potencial de resultados falsos positivos com determinados lotes do teste caseiro de covid-19 da Ellume devido a um problema de fabricação recentemente identificado".

"Os resultados negativos não parecem afetados pelo problema de fabricação", completa o comunicado.

"A FDA trabalha de perto com a Ellume para avaliar as revisões adicionais de fabricação e outras medidas corretivas para assegurar uma solução do tema", afirmou a agência.

Um porta-voz da Ellume afirmou à AFP que 195.000 dos 3,5 milhões de testes enviados aos Estados Unidos apresentaram problemas.

Em um comunicado de 1º de outubro, a empresa informou que ordenou a retirada voluntária depois de detectar mais resultados falsos positivos do que o previsto em alguns lotes.

A empresa destacou que identificou a causa do problema e adotou controles adicionais para continuar distribuindo os testes aos clientes nos Estados Unidos.

hr/arb/dva/ssy/mas/dbh/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos