Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.879,23
    -2.136,67 (-5,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Empresa anuncia tela micro-LED que se estica e aumenta até 130%

·2 minuto de leitura

A Royole ficou conhecida em 2018 depois de anunciar a primeira tela dobrável comercialmente viável no FlexPai, primeiro smartphone com a característica no mundo. Cerca de três anos depois, a companhia volta a oferecer uma inovação ao mercado: uma tela que pode expandir.

Uma tela micro-LED que pode aumentar em até 130% foi apresentada durante a Display Week 2021. O componente foi criado pela Royole, que garante ainda uma curvatura convexa de até 40 graus sem que a tela se quebre ou mesmo deixe de exibir o conteúdo. A ideia é oferecer a solução para dispositivos vestíveis, que poderiam se adaptar ao corpo do usuário.

Na apresentação, foi utilizada uma tela de 2,7 polegadas com resolução de 96 x 60 pixels, e a fabricante alega que é possível alcançar uma densidade de pixels de 120 pixels por polegada. Ao esticar o display, a densidade diminui, uma vez que os pixels ficam mais distantes entre si.

Tela que se adapta a diferentes formatos

Tela da Royole é moldável em todas as direções (Imagem: Reprodução/Royole)
Tela da Royole é moldável em todas as direções (Imagem: Reprodução/Royole)

De acordo com a empresa, a tela micro-LED esticável também possui a capacidade de se moldar em todas as direções, não apenas expandir em uma superfície plana.

“Telas expansíveis não são apenas dobráveis e enroláveis, mas também podem ser moldadas em 3D, incluindo puxadas, torcidas, deformações convexas e côncavas, o que abre novas aplicações e possibilidades que visores flexíveis não suportam, como dobradura tridimensional para criar dispositivos inteligentes mais compactos ou formas esféricas de objetos comuns de nosso dia a dia”, explicou a Royole.

Entre as sugestões de aplicação, a empresa citou para-brisas de carros inteligentes e óculos de sol. Segundo a Royole, a tela esticável ainda permite transmissão maior que tecnologias atuais de telas OLED, permitindo até 70% de transmitância, por isso pode ser aplicado em locais que exigem um nível de transparência.

A fabricante diz que já está pronta para produzir a micro-LED esticável, mas não deu uma previsão para que os primeiros produtos com o visor cheguem ao mercado. A apresentação foi feita mais para mostrar o componente a outras fabricantes do que propriamente para o mercado consumidor, por enquanto.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos