Mercado fechado

Empresários apostam em variedades de produtos na Black Friday 2019

Black Friday mobiliza empresários (Foto: Getty Images)


Uma pesquisa feita pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que os empresários adotam estratégias diferentes para a Black Friday de 2019.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

BAIXE O APP DO YAHOO FINANÇAS (ANDROID / iOS)

De acordo com o levantamento, as promoções especiais (55%) serão a principal estratégia dos empresários. Há ainda 42% que vão investir na divulgação da empresa e 23% que planejam aumentar os estoques. E 16% que vão apostar na variedade de produtos e serviços ofertados.

Outros 11% afirmam que irão se dedicar na operação das vendas pela internet, alcançando um público maior. Segundo uma pesquisa pelo Google Brasil, haverá um equilíbrio entre compras on-line e nas lojas físicas este ano.

Leia também

Já o número de pessoas que compram em ambos os mundos, físico e virtual, os chamados consumidores omnichannel, chegará a 25% em 2019. No ano passado, esse perfil era de apenas 7% do total de compradores.

Segundo o coordenador dos cursos de Marketing e Marketing Digital do Centro Universitário Internacional Uninter, Achiles Júnior, as empresas poderão explorar todas as possibilidades de interação. Essa tendência é uma evolução do conceito conhecido como multicanal, que tem seus esforços na experiência de compra do consumidor nos diversos canais existentes de uma determinada marca.

O fato é inédito e importante, pois desde que surgiu no Brasil, em 2010, a Black Friday tem foco, esforços e resultados voltados às vendas on-line.

“Diferentemente do que ocorre no nosso país, o objetivo real da Black Friday era limpar estoque nas lojas físicas americanas, ação funcional e direcionada para abrir espaço físico nas gôndolas e prateleiras nos estabelecimentos para a chegada dos produtos voltados à época de Natal”, explica o professor.