Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,13 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,46 (+0,65%)
     
  • OURO

    1.763,90
    -10,90 (-0,61%)
     
  • BTC-USD

    35.360,01
    -550,43 (-1,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    888,52
    -51,42 (-5,47%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,37 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.801,27
    +242,68 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    28.964,08
    -54,25 (-0,19%)
     
  • NASDAQ

    14.103,00
    -62,50 (-0,44%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0361
    +0,0736 (+1,23%)
     

Empresários sequestram trader de Bitcoin que perdeu R$ 2 milhões com apostas

·2 minuto de leitura
Apreensão de arma e notebooks foi feita pela Polícia Civil de Santa Catarina
Apreensão de arma e notebooks foi feita pela Polícia Civil de Santa Catarina

Dois empresários acabaram presos após serem vítimas de um golpista que levou deles R$ 2 milhões em Bitcoin. Revoltados, eles decidiram sequestrar o homem até reaver o dinheiro, mantendo ele em um apartamento.

O caso aconteceu em Balneário Camboriú, litoral de Santa Catarina. Tudo começou quando os empresários pagaram, em Bitcoin, para que um trader realizasse aplicações com apostas esportivas.

Leia também:

“Segundo a apuração, dois empresários de Balneário Camboriú contrataram a suposta vítima para atuar como trader esportivo.Neste sentido, os empresários entregaram à vítima aproximadamente o equivalente a dois milhões de reais em criptomoedas para a realização de apostas em plataformas digitais (sites de apostas esportivas).”

O homem perdeu todo o valor na aposta, relatando os prejuízos aos “investidores”.

Empresários se revoltaram e sequestraram trader

Vendo o patrimônio ruir, os dois empresários sequestraram, agrediram e fizeram ameaças com uso de uma pistola, de acordo com a Polícia Civil de Santa Catarina (PC-SC).

“Com o objetivo de reaver a importância perdida, os infratores supostamente agrediram, ameaçaram (inclusive com uso de uma pistola) e cercearam a liberdade de locomoção da vítima, a qual ficou detida em um apartamento, devidamente vigiada.Os suspeitos condicionaram a liberdade da vítima à quitação do débito, utilizando de violência física e psicológica, inclusive fizeram a vítima escrever uma carta de despedida, com o objetivo de simular uma possível morte.”

A Polícia ainda investiga o caso, com a suspeita que o homem pode ter perdido tudo com as apostas ou desviado o valor milionário para contas de terceiros.

Com o caso ainda sendo apurado, três envolvidos no sequestro mediante extorsão da aposta atrapalhada acabaram presos, já conduzidos ao presídio de Itajaí.

Um deles já estaria preso desde o dia 31 de maio, sendo os outros dois na última terça-feira (8).

Esse é o segundo sequestro envolvendo Bitcoin em menos de uma semana no Brasil, com o outro caso sendo de um empresário de Recife, levando a prisão de uma quadrilha de sequestradores.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos