Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    57.670,86
    -571,24 (-0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Empresária que convidou Bolsonaro para almoço já colocou Doria em capa de revista

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura
*ARQUIVO* BRASILIA, DF,  31.03.2021 - O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress) ORG XMIT: AGEN2103311222281697 ORG XMIT: AGEN2104211338325572
*ARQUIVO* BRASILIA, DF, 31.03.2021 - O presidente Jair Bolsonaro. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress) ORG XMIT: AGEN2103311222281697 ORG XMIT: AGEN2104211338325572

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Karim Miskulin, líder do movimento Brasil de Ideias, que convidou Bolsonaro para um almoço nesta sexta (30) com mulheres executivas, é próxima de Onyx Lorenzoni e já colocou o governador de São Paulo, João Doria, na capa da Revista Voto, publicação fundada por ela há 17 anos.

Em 2017, a revista trouxe uma foto do governador, inimigo político de Bolsonaro, com o título "Uma Estreia de Impacto". A capa avaliava as medidas do então prefeito da capital paulista como ousadas, em uma gestão para a maioria silenciosa, e não para a minoria ruidosa.

O movimento liberal de Miskulin é também conhecido como "Lide de Saias”, em referência à empresa da família Doria que organiza eventos de empresários e políticos. Quando questionada sobre a comparação, a empresária já disse em entrevista à Folha que acha “extraordinário” o trabalho de Doria no Lide.

Este não é o primeiro evento do qual Bolsonaro participa com organização de Miskulin. Em novembro do ano passado, o presidente foi a um almoço com cerca de 150 empresários em São Paulo, levando ministros como Paulo Guedes (Economia) e Tarcísio de Freitas (Infraestrutura).

O evento do Grupo Voto homenageou Bolsonaro pelo que chamou de “protagonismo ao fazer com que o Brasil conseguisse diminuir a desigualdade social durante a crise”.