Mercado abrirá em 5 h 31 min

5 empregos que parecem bons demais para serem verdade

Que tal ser caseiro de uma ilha quase deserta? Foto: Getty

O Brasil tem hoje 12,7 milhões de desempregados, segundo os dados mais recentes do IBGE. Nesse cenário, talvez não seja recomendável ficar escolhendo emprego, mas imaginar o trabalho dos sonhos não custa nada.

SIGA O YAHOO FINANÇAS NO INSTAGRAM

Quem nunca quis ser pago para dormir? Ou só para comer? E que tal receber para ficar vendo filmes e séries na Netflix? Parece mentira, mas essas profissões existem, ainda que as vagas sejam extremamente raras e concorridas.

Leia também

Confira a seguir cinco empregos dos sonhos tão bons que nem parecem de verdade.

Dorminhoco profissional

O que chamamos de dorminhoco profissional é uma pessoa paga para dormir. Universidades, institutos e até empresas de colchão, por exemplo, contratam alguém para participar de estudos sobre o sono, com o objetivo de analisar o seu comportamento na cama ou os efeitos de diversas estímulos sobre o seu sono.

Em 2013, por exemplo, a NASA pagou US$ 17 mil para participantes de um estudo sobre o sono que duraria 70 dias. O pagamento e as exigências mudam de acordo com a pesquisa.

Caseiro de ilha tropical

Já pensou em viver com a sua família em uma ilha quase deserta, sem trânsito, barulho ou contas para pagar? É o que oferece o cargo de caseiro de ilhas tropicais.

O governo da Austrália, por exemplo, emprega pessoas dedicadas à preservação de ilhas remotas, que deverão cuidar da flora e da fauna local, além de manter em pleno funcionamento instalações públicas para turistas e, em alguns casos, o farol que orienta embarcações no oceano. Algumas posições chegam a pagar US$ 1,7 milhão por três anos.

Comprador espião (mystery shopper)

Para testar o atendimento de lojas dos mais diversos segmentos, muitas empresas se utilizam dos serviços de compradores espiões (ou mystery shoppers). São pessoas encarregadas de visitar lojas do cliente e fazer um relatório sobre a experiência, em alguns casos gravando vídeos e áudios.

Nem todo comprador misterioso é pago pelo trabalho, alguns são apenas ressarcidos. Mas é melhor do que ir às compras e só perder dinheiro, não é mesmo?

Tagger de Netflix

Para lapidar o carrossel de sugestões de filmes e séries que cada usuário recebe, a Netflix depende de tags: palavras-chave que classificam o gênero e o perfil de cada conteúdo, para que então o algoritmo possa sugerir aquele conteúdo aos usuários que mais combinam com ele.

O tagger é o profissional responsável por definir essas tags, tendo como responsabilidade assistir a todos os filmes e séries da Netflix antes da estreia, no sofá de casa e em qualquer horário.

Degustador

Que tal ser pago para comer? É o que faz um degustador de alimentos, profissional selecionado por empresas do setor alimentício para experimentar produtos - quase sempre enlatados, como grãos e temperos - ou itens pré-aquecidos, por exemplo.

Um degustador pode ser pago para comer muita coisa boa, mas também alguns pratos não tão saborosos.