Mercado abrirá em 2 h 54 min
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,74 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,47
    +3,32 (+4,87%)
     
  • OURO

    1.797,20
    +11,70 (+0,66%)
     
  • BTC-USD

    57.252,70
    +2.865,00 (+5,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.429,60
    -25,81 (-1,77%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,06 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.089,27
    +45,24 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    23.852,24
    -228,28 (-0,95%)
     
  • NIKKEI

    28.283,92
    -467,70 (-1,63%)
     
  • NASDAQ

    16.193,50
    +142,50 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2887
    -0,0598 (-0,94%)
     

Empreendedorismo feminino: conheça projetos que viabilizam linhas de crédito

·4 min de leitura

O Brasil conta atualmente com 30 milhões de mulheres empreendedoras, de acordo com dados do Global Entrepreneurship Monitor. Isso é o equivalente a dizer que quase a metade (48,7%) do mercado empreendedor no país é feminino. Durante a pandemia o crescimento foi de 40%.

Mesmo representando um número expressivo no empreendedorismo, mulheres encontram inúmeras dificuldades para conseguir linhas de crédito. Mesmo comprovando autonomia financeira, 42% das empreendedoras tiveram seus pedidos negados ao solicitarem crédito em 2021, de acordo com a pesquisa anual da Rede Mulher Empreendedora. 

Além disso, as taxas de juros são 3,5% mais altas em relação aos homens, ainda que o número de inadimplentes seja inferior aos empresários, 3,7% contra 4,2%. Os dados são do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas).

Apesar dessa dura realidade, mulheres que pensam em iniciar ou ampliar seu próprio negócio podem contar com alguns projetos e fundos de investimentos que oferecem linhas de crédito mais vantajosas.

Em homenagem ao Dia Internacional do Empreendedorismo Feminino, comemorado ontem, 19 de novembro, listamos 5 iniciativas que ajudam a promover financeiramente mulheres que empreendem. Confira a seguir:

  1. Fundo Dona de Mim

  2. Empreenda Mulher

  3. Crediamigo Delas

  4. Programa Accredito Mulher Empreendedora

  5. Banco da Mulher Paranaense

Fundo Dona de Mim

Criado pelo Grupo Mulheres do Brasil (comandado por Luiza Helena Trajano), o Fundo Dona de Mim já contemplou empreendedoras de 300 cidades, em 25 estados espalhados por todas as regiões do país. O objetivo do fundo de crédito é impulsionar as microempreendedoras individuais (MEI) que foram impactadas pela crise social e econômica causada pela pandemia de Covid-19.

Após o crédito ser aprovado, a microempreendedora tem 9 meses de carência para começar a pagar. O pagamento é feito em 15 parcelas, sem juros e tarifas. Os valores devolvidos são usados em novos empréstimos para que outras mulheres possam investir em seus pequenos negócios.

Empreenda Mulher

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado de São Paulo, em parceria com o Banco do Povo, promove por meio da iniciativa Empreenda Mulher o acesso à linha de microcrédito a empreendedoras formais (MEI), informais (Pessoa Física) e donas de micro ou pequenas empresas em todo o Estado de São Paulo.

A linha de crédito é de até R$ 15 mil para PF e até R$ 21 mil para PJ (incluindo MEI). Os juros são de 0,8% ao mês + 1% de TSF (Tarifa de Sustentabilidade do Fundo) no ato para PF e 0,35% a 0,55% ao mês + 1% de TSF no ato para PJ. A carência para começar a pagar para PF e PJ é de até 3 meses e 4 meses, respectivamente.

O prazo de pagamento é de até 18 meses para Pessoa Física e 36 meses para Pessoa Jurídica. Para poder solicitar o crédito, a empreendedora deve fazer um ou dois cursos do programa Empreenda Mulher, oferecidos em parceria com o Sebrae.

Crediamigo Delas

Lançado no último dia Internacional das Mulheres, o Crediamigo Delas é uma iniciativa do Banco do Nordeste para impulsionar o empreendedorismo feminino em todos os estados do Nordeste, além de empreendedoras informais ou microempreendedoras individuais (MEI) que residam no norte de Minas ou norte do Espírito Santo.

O limite de crédito é de até R$ 5.000,00 com juros de 2,20% ao mês. A carência para começar a pagar é de até três meses e o prazo para quitar o empréstimo é de 24 meses. Para solicitar, as empreendedoras precisam ter conta no banco e se reunir em grupos de três a dez participantes.

Programa Accredito Mulher Empreendedora

Lançado pela Accredito, plataforma de gestão de benefícios, o Programa Accredito Mulher Empreendedora busca incentivar mulheres proprietárias de pequenas empresas com linhas de microcrédito. O objetivo é auxiliar as empreendedoras na aquisição de mobiliários, equipamentos, ferramentas, insumos e capital de giro.

O empréstimo é de até R$ 8 mil com taxas a partir de 1,37% + SELIC. A carência para começar a pagar é de 9 meses e as parcelas são de até 36 meses.

Para solicitar, basta fazer o cadastro no site com os dados da empresa e ter em mãos os documentos necessários e aguardar a aprovação do crédito.

Banco da Mulher Paranaense

Criado em setembro de 2019, o programa Banco da Mulher Paranaense é conduzido pelo Fomento Paraná, instituição financeira ligada ao governo do estado. É voltado para empreendedoras informais, microempreendedoras individuais formalizadas (MEI), e microempresas com faturamento anual de até R$ 360 mil que tenham mulheres proprietárias de, no mínimo, 10% do capital societário. Os empreendimentos precisam estar localizados no Paraná.

O limite de crédito é de até R$ 10 mil para pessoa física e até R$ 20 mil para pessoa jurídica com taxa de juros de 0,76% a 1,69% ao mês. A carência para iniciar o pagamento é de 3 meses, com prazo de quitação de até 36 meses, incluído o período de carência.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos