Mercado fechará em 5 h 15 min
  • BOVESPA

    106.421,69
    +58,59 (+0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,90
    -0,76 (-0,92%)
     
  • OURO

    1.810,10
    +11,30 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.451,35
    +2.241,50 (+3,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,28
    +60,90 (+4,29%)
     
  • S&P500

    4.579,47
    +27,79 (+0,61%)
     
  • DOW JONES

    35.665,70
    +175,01 (+0,49%)
     
  • FTSE

    7.241,36
    -11,91 (-0,16%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.664,50
    +77,25 (+0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5344
    +0,1097 (+1,71%)
     

Empreendedores fazem R$ 450 mil por mês com negócio de sucos e saladas

·2 minuto de leitura
Foto: reprodução da internet.
Foto: reprodução da internet.
  • Dupla de empreendedores está faturando R$ 450 mil por mês;

  • O principal plano do casal é terminar 2021 com mais quatro franquias;

  • Em 2022, os dois desejam abrir outras cinco franquias.

Suzana e Gutavo Dinamarco, empreendedores de Araçatuba, São Paulo, estão faturando R$ 450 mil por mês, vendendo saladas e sucos pelo Brasil, através da rede de franquias Sucos S/A. A dupla enxerga mais espaço para crescimento, especialmente por meio do delivery, que foi de zero a 20% em participação na receita da operação.

O principal plano do casal é acabar 2021 com mais quatro franqueados, atingindo assim um faturamento mensal de R$ 750 mil. Em 2022, a dupla que abrir mais cinco franquias, firmando-se por meio de uma expansão de espiral e favorecendo os processos logísticos, assim como de acompanhamento das unidades.

Leia também:

O embrião da atual empresa veio quando Gustavo trabalhava em uma grande companhia de bebidas e decidiu abrir uma distribuidora. 

Nesse período, Suzana, veterinária de formação, e que trabalhava em um frigorífico, viria a perder o emprego logo após ficar grávida. Ao mesmo tempo, o negócio de Gustavo não caminhava bem, chegando a falir duas vezes.

Também nessa época, o casal viu o anúncio de quiosque de sucos à venda e apostaram R$ 25 mil no ponto. O negócio era focado em sucos de frutas.

Em 2010, os dois reforçaram a marca e, em 2011, abriram a segunda loja em Birigui, município de São Paulo. Um ano depois veio a terceira loja, também em Araçatuba. Seguindo essa progressão, em 2017, a dupla chegou a oito lojas próprias.

Durante esse período surgiu o dilema de se abrir mais franquias, para dobrar de tamanho, ou retornarem alguns passos para trás e ter facilidade com a operação própria.

Contudo, em 2018, um cliente ofertou a proposta de abrir uma loja franqueada em Belo Horizonte, Minas Gerais. Lá, o casal permitiu a criação de uma operação modelo com o serviço de “monte sua salada”, até então inexistente nas lojas anteriores. Com essa adaptação, o tíquete médio das franquias aumentou 25%.

As informações são do Grandes Empresas & Grandes Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos