Mercado abrirá em 6 h 40 min
  • BOVESPA

    107.937,11
    -1.004,57 (-0,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.890,59
    -708,79 (-1,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,64
    +0,33 (+0,40%)
     
  • OURO

    1.842,50
    +0,80 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    36.087,52
    +109,62 (+0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    821,53
    +10,93 (+1,35%)
     
  • S&P500

    4.410,13
    +12,19 (+0,28%)
     
  • DOW JONES

    34.364,50
    +99,13 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.113,13
    -475,24 (-1,72%)
     
  • NASDAQ

    14.318,50
    -182,50 (-1,26%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2127
    -0,0160 (-0,26%)
     

Empreendedora fatura R$ 600 mil com venda de tortinhas doces

·2 min de leitura
Foto: Getty Images.
Foto: Getty Images.
  • Com a confeitaria 'Soul Sweet', Marilia Cecília Pace, 56, faturou cerca de R$ 600 mil em 2021;

  • Por meio de muito trabalho, em 2019, o negócio chegou a faturar cerca de R$ 1,1 milhão;

  • A empreendedora por trás da confeitaria 'Soul Sweet' teve depressão por trabalhar em excesso.

O ato de empreender pode ser prazeroso na medida em que se equilibra negócio e saúde mental. Essa foi a opção feita por Maria Cecília Pace, 56, dona da confeitaria ‘Soul Sweet’, que em 2021 faturou por volta de R$ 600 mil. Em 2019, o negócio chegou a fazer R$ 1,1 milhão.

Contudo, a queda de faturamento não veio como efeito da pandemia, e sim por uma escolha da empresária. Logo antes da hecatombe, Maria trabalhava freneticamente, o que acabou prejudicando sua saúde mental.

Leia também:

De forma a preservar a sanidade, a empreendedora usou do lockdown para repensar o funcionamento da empresa, diminuindo o cardápio e a equipe, e reencontrando o propósito da ‘Soul Sweet’. Se antes o trabalho fazia parte da satisfação pessoal, agora a intenção era se divertir.

Antes da empresa de doces, Maria já havia empreendido vendendo bolsas de tecido e tinha atuado no setor de decoração. Após ter o segundo filho, a empresária percebeu que era necessário deixar um legado.

Como efeito, a empreendedora fez cursos e aprendeu a cozinhar, apaixonando-se pela confeitaria. Sem grandes pretensões, a então recente mãe começou a vender os doces em 2011.

Percebendo que o setor se voltava em grande parte para o brigadeiro, doce brasileiro popular, a empresária escolheu as frutas secas como especialidade. Não demorou para alcançar o sucesso com o público de casamentos.

Contudo, antes da pandemia, Pace foi assolada por uma forte depressão, depois de ter crises de pânico diariamente. A causa, o ritmo diário de produção.

Com as portas fechadas pelas pandemia, a empreendedora se reencontrou no negócio, reformulando diversos aspectos internos da ‘Soul Sweet’.

Agora, o carro-chefe da empresa é o tartelette, de diversos sabores. Para 2022, a expectativa é alta, e os mais de cem eventos desmarcados durante a pandemia estão remarcados para este começo de ano.

As informações são do Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos