Mercado abrirá em 7 h 22 min
  • BOVESPA

    96.582,16
    +1.213,40 (+1,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    36.801,37
    -592,34 (-1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    36,31
    +0,14 (+0,39%)
     
  • OURO

    1.875,70
    +7,70 (+0,41%)
     
  • BTC-USD

    13.441,47
    -45,76 (-0,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    263,56
    +20,88 (+8,61%)
     
  • S&P500

    3.310,11
    +39,08 (+1,19%)
     
  • DOW JONES

    26.659,11
    +139,16 (+0,52%)
     
  • FTSE

    5.581,75
    -1,05 (-0,02%)
     
  • HANG SENG

    24.580,22
    -6,38 (-0,03%)
     
  • NIKKEI

    23.197,36
    -134,58 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    11.203,75
    -139,00 (-1,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7528
    +0,0072 (+0,11%)
     

Protetor solar para mulheres negras levanta US$ 1 milhão

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
A empreendedora Shontay Lundy
A empreendedora Shontay Lundy

Foi movida pela percepção de que mulheres negras estavam pouco servidas de boas opções de protetores solares voltados especificamente para a pele negra que a empreendedora Shontay Lundy lançou uma ideia que vem decolando nos últimos anos: a marca Black Girl Sunscreen (ou “protetor solar para garotas negras”).

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A empresa, lançada em 2016, é atualmente avaliada em US$ 5 milhões, e recebeu neste ano um investimento privado de US$ 1 milhão para expansão do negócio, segundo a revista especializada Forbes.

Leia também

“A jornada começou na busca por uma solução na eliminação do resíduo branco, fazendo a mulher negra se sentir excelente e ter um visual lindo no sol”, diz Lundy em entrevista ao site Business Insider, que publicou um perfil sobre a empreendedora.

Segundo a empresária, um dos desafios a ser vencido foi a ideia comum, mas equivocada, entre pessoas de pele negra de que elas não precisam de protetor por causa de sua melanina natural.

“Normalmente, pessoas negras não usam protetor solar porque nós não fomos ensinadas assim”, diz Lundy. “Eu não sabia se alguém ia comprar o Black Girl Sunscreen, mas eu sabia que eu não poderia ser a única garota negra procurando protetor solar.”

O produto, feito de ingredientes naturais, como abacate, cacau e suco de cenoura, está disponível apenas no mercado americano, e custa US$ 19 para a versão com fator de proteção 30.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube