Mercado fechará em 1 h 29 min
  • BOVESPA

    106.846,21
    -2.095,47 (-1,92%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.888,06
    -1.711,32 (-3,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,20
    -2,94 (-3,45%)
     
  • OURO

    1.834,70
    +2,90 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    34.585,29
    -756,24 (-2,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    782,48
    -28,12 (-3,47%)
     
  • S&P500

    4.233,31
    -164,63 (-3,74%)
     
  • DOW JONES

    33.231,86
    -1.033,51 (-3,02%)
     
  • FTSE

    7.297,15
    -196,98 (-2,63%)
     
  • HANG SENG

    24.656,46
    -309,09 (-1,24%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    13.742,75
    -683,75 (-4,74%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2491
    +0,0591 (+0,95%)
     

Empreendedor fatura R$ 23 milhões com negócio de espetinhos de churrasco

·2 min de leitura
Empreendedorismo é a palavra-chave do momento. Foto: Getty Images.
Empreendedorismo é a palavra-chave do momento. Foto: Getty Images.
  • 'Espetinhos Curitiba" é um empreendimento que comercializa carnes e acompanhamentos de churrasco;

  • Com um tíquete-médio de R$ 180, o negócio faturou R$ 23 milhões em 2021;

  • O objetivo da marca é a expansão e se espera 30 novas unidades até o final de 2022.

Edson Lima tem uma história peculiar no empreendedorismo. Atualmente, aos 41 anos, o empresário está estabelecido com a ‘Espetinhos Curitiba’, uma empresa que comercializa carnes e acompanhamentos de churrasco e que tem um tíquete-médio de R$ 180, tendo faturado R$ 23 milhões em 2021. 

Contudo, até chegar ao sucesso, Lima experimentou diversas outras empreitadas, umas bem sucedidas, outras nem tanto.

Leia também:

Em 2006, o empreendedor abriu uma rede de loja de videogames, que teve oito unidades em funcionamento, ficando no setor como sócio até 2013.

Logo após, repensando sobre o mercado tecnológico, procurando mais flexibilidade e novos ares, o empresário decidiu se tornar franqueado de uma empresa de paletas mexicanas, empreendimento pelo qual chegou a ter sete lojas.

O objetivo, que era ter dez unidades, foi minado porque implicaria em Lima ser dono de mais de 10% do negócio, indo contra o número estipulado pelos franqueadores.

A ideia de se aventurar no ramo do churrasco veio depois que o empreendedor experimentou uma carne em um evento de um amigo.

Foi a qualidade do alimento que despertou o faro de Lima para uma nova possibilidade de negócio. Então, em 2014, surgiu a ‘Espetinhos Curitiba’.

Desanimado com o baque no setor do das paletas mexicanas, o empresário decidiu vender as lojas das sobremesas em 2015.

Após um ano do novo negócio, no qual revendia carne de um único fornecedor, o empresário quis diversificar a empresa.

A partir daí, começou a vender açaí como sobremesa na empresa de churrasco, achando um novo fabricante para revendê-lo.

Devido ao potencial da repaginação da ‘Espetinhos Curitiba’, Lima começou a expandi-la por meio do licenciamento sem cobrança de royalties mensais.

Segundo o empreendedor, a pandemia não impactou o negócio, pois o consumo de carne não foi afetado durante o período.

As atuais 18 lojas em funcionamento estão no Paraná e em Santa Catarina. O objetivo da marca é a expansão. Até o final de 2022, espera-se 30 novas unidades.

As informações são do Pequenas Empresas & Grandes Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos