Mercado abrirá em 9 h 37 min
  • BOVESPA

    110.345,82
    +1.857,94 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.376,89
    -141,41 (-0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,83
    -0,46 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.851,30
    +3,50 (+0,19%)
     
  • BTC-USD

    29.276,10
    -871,23 (-2,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    656,06
    -18,82 (-2,79%)
     
  • S&P500

    3.973,75
    +72,39 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,24
    +618,34 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.152,70
    -317,36 (-1,55%)
     
  • NIKKEI

    26.863,33
    -138,19 (-0,51%)
     
  • NASDAQ

    11.871,50
    -163,75 (-1,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1289
    -0,0188 (-0,37%)
     

Empreendedor fatura mais de R$ 460 mil com venda de quadros decorativos na internet

·2 min de leitura
O empreendedor Vitor Rodrigues, 27, criou a 'Empório dos Quadros', que faturou R$ 466 mil em 2021.
O empreendedor Vitor Rodrigues, 27, criou a 'Empório dos Quadros', que faturou R$ 466 mil em 2021.
  • Aos 27 anos, Vitor Rodrigues é empreendedor e sua empresa faturou R$ 466 mil em 2021;

  • A 'Empório dos Quadros' é um e-commerce direcionado para a venda de itens decorativos;

  • Para 2022, a expectativa é que o negócio fature R$ 1 milhão.

Vitor Rodrigues, de 27 anos, é morador da cidade de Bebedouro, no interior de São Paulo, e dono da ‘Empório dos Quadros’, e-commerce voltado para a venda de itens decorativos. Em 2021, o negócio faturou R$ 466 mil.

O empreendimento surgiu no segundo semestre de 2019. Na época, o empresário havia acabado de se formar em jornalismo.

Contudo, com dificuldade de arranjar emprego na área, após enviar currículo para diversas lojas e empresas, precisou voltar para a casa da mãe para trabalhar como redator freelancer.

Dentro do contexto, Rodrigues precisava de uma renda extra. Somado a isso, o empresário sempre havia nutrido o desejo de ter um negócio no varejo.

Leia também:

A ideia inicial foi entrar no setor de tecnologia, algo que logo foi descartado pelo alto valor de investimento inicial necessário. Dessa forma, decidiu pelo mercado de quadros, apostando exclusivamente na venda pela internet.

Durante o começo da ‘Empório dos Quadros’, o público-alvo se concentrava em empreendedores que gostavam de imagens atreladas a frases motivacionais.

No início, Rodrigues fazia tudo sozinho. No período, as plataformas utilizadas para venda eram sites como Mercado Livre, Amazon e MadeiraMadeira. Após algum cliente comprar um quadro, o empreendedor ia sozinho fazer todo o processo para entrega.

Contudo, depois que começou a faltar matéria-prima para produção, o empresário passou a perder prazos e suas avaliações de clientes caíram, diminuindo a quantidade de vendas.

Foi então que o empresário percebeu a necessidade de se reinventar. Como efeito, em maio de 2020, o empreendedor consultou um especialista em pequenos negócios.

Ao questionar se deveria abrir uma fábrica de quadros ou terceirizar o serviço, Rodrigues foi aconselhado a seguir a segunda opção.

Ao fazê-lo, percebeu que os quadros ficariam mais caros. Dessa forma, a postura ideal foi mudar o público-alvo, de forma a buscar o fator qualidade.

Depois de pesquisar o que os concorrentes faziam, e descobrir que contratavam artistas para fazer trabalhos de teor autoral, Rodrigues seguiu o mesmo caminho.

O resultado veio, e agora a ‘Empório dos Quadros' conta com 10 artistas fixos e frequentemente recebe contato de profissionais que desejam parcerias.

Para 2022, a expectativa de faturamento é de R$ 1 milhão. Atualmente, Rodrigues ainda consegue conciliar o negócio com a carreira de redator freelancer, mesmo que o tempo esteja se tornando mais escasso com o sucesso.

As informações são do Pequenas Empresa & Grandes Negócios.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos