Mercado abrirá em 3 h 10 min
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,01
    +0,40 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.793,30
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    36.553,11
    +311,89 (+0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    827,71
    +8,21 (+1,00%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.507,70
    -46,61 (-0,62%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.051,50
    +64,75 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0458
    +0,0218 (+0,36%)
     

Embraer vende subsdiárias em Portugal a gigante espanhola por quase R$ 1 bilhão

·2 min de leitura

A Embraer segue faturando alto em 2022 e, pouco depois de fechar a venda de 200 carros voadores Eve para a Falko, dos Estados Unidos, concretizou outro negócio quase bilionário, desta vez em Portugal.

A empresa brasileira anunciou, em comunicado oficial, a venda de duas subsidiárias localizadas em Évora, em Portugal, para a espanhola Aernnova, que é referência internacional no fornecimento de aeroestruturas. O negócio movimentou US$ 172 milhões (ou cerca de R$ 950 milhões)

As empresas envolvidas no negócio foram a Embraer Metálicas e a Embraer Compósitos, especializadas na produção de componentes estruturais para os aviões brasileiros. A previsão é que as atividades nas instalações industriais de Évora adicionam cerca de US$ 170 milhões (R$ 937,9 milhões) em receitas para a Aernnova.

A capacidade das unidades industriais em Évora também poderá render a assinatura de novos contratos, seja com a Embraer, seja com outros fabricantes.

Embraer fechou a venda de duas subsidiárias da companhia em Portugal (Imagem: Divulgação/Embraer)
Embraer fechou a venda de duas subsidiárias da companhia em Portugal (Imagem: Divulgação/Embraer)

Embraer e Aernnova celebram parceria

“Esse acordo é um passo importante da nossa estratégia de otimização de ativos, que visa maximizar o uso de nossas unidades e melhorar a rentabilidade da companhia”, avisou Francisco Gomes Neto, CEO da Embraer.

Ricardo Chocarro, principal executivo da Aernnova, compartilhou do sentimento pelo negócio fechado e previu um bom futuro para a parceria recém-formalizada. “O acordo é mais um passo na estratégia de crescimento da Aernnova, que reforça ainda mais o status da companhia como uma global no design e na produção de aeroestruturas”, avisou.

“Planejamos ainda mais nas operações das instalações e estabelecer Évora como um modelo de suporte técnico e comercial do Grupo Aernnova, que tem um compromisso aeronáutico no desenvolvimento de uma indústria mais sustentável e digital”, concluiu o CEO da espanhola.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos