Mercado abrirá em 1 h 11 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,28
    -0,08 (-0,11%)
     
  • OURO

    1.783,20
    -2,30 (-0,13%)
     
  • BTC-USD

    49.354,42
    -273,47 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,72
    -16,40 (-1,26%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.327,30
    -9,75 (-0,13%)
     
  • HANG SENG

    24.254,86
    +257,99 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.725,47
    -135,15 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    16.330,50
    -61,75 (-0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2698
    -0,0043 (-0,07%)
     

Embraer se prepara para testar carros voadores no Rio de Janeiro

·3 min de leitura

A Embraer está avançando em seu plano para entrar de vez no mercado de mobilidade aérea urbana (UAM). A gigante brasileira anunciou que a partir de 8 de novembro fará uma série de exercícios no Rio de Janeiro para simular uma rota usada pelo vindouro carro voador da empresa. Em um primeiro momento será usado um helicóptero convencional, que terá como missão ir da Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão).

Segundo a Embraer, esse exercício de avaliação vai verificar o funcionamento de como seria um ecossistema de UAM quando os carros voadores elétricos da empresa estiverem à disposição do mercado. A simulação será feita com seis voos diários, a um custo mais acessível que a operação de um serviço de helicóptero convencional. Além disso, o teste considera valores operacionais próximos do que os eVTOLs (veículo elétrico com decolagem vertical) vão precisar para o trabalho.

"A abordagem de desenvolvimento da Eve centrada no ser humano busca esse tipo de validação prática de conceitos e hipóteses que nos ajudarão a entender e endereçar os principais desafios associados à oferta do serviço. A simulação no Rio de Janeiro, uma das cidades com mais congestionamento no Brasil e no mundo, nos ajudará a levantar as reais necessidades dos usuários, parceiros e comunidade que irão se beneficiar das nossas soluções de mobilidade", disse André Stein, CEO da Eve, subsidiária da Embraer responsável pelo desenvolvimento do carro voador. 

Colaboram com a iniciativa inovadora mais de 50 especialistas de 12 instituições, que estão mapeando os processos de operação e serviços com o objetivo de identificar as necessidades dos usuários, da comunidade e demais partes interessadas.

Como participar?

A comercialização das passagens teve início nesta terça-feira (26) e será realizada pela Flapper, plataforma independente para voos sob demanda. Para comprar o serviço é preciso acessar o site da empresa ou fazer download do aplicativo da Flapper.

A operação da aeronave na rota será feita pela Helisul Aviação, um dos maiores operadores de helicóptero da América Latina. A Universal Aviation, empresa global de serviços de atendimento aeroportuários, conduzirá o operacional de solo. A concessionária RIOgaleão e o Centro Empresarial Mario Henrique Simonsen (CEMHS) completam a parceria como os pontos de origem e destino e estudos associados à experiência.

A simulação, que será acompanhada pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e o DECEA (Departamento de Controle do Espaço Aéreo), tem o apoio da Skyports, especializada em design, construção e operação de vertiportos; EDP, uma das maiores empresas do setor de energia; Beacon, plataforma da EmbraerX que conecta o ecossistema de serviços de manutenção aeronáutica e Atech, empresa responsável pelo desenvolvimento, implantação e suporte dos sistemas de controle e gestão do fluxo do tráfego aéreo (civil e militar), do Grupo Embraer.

Quando chega o carro voador?

O carro voador, ou eVTOL, da Embraer ainda está em testes e deve realizar o primeiro voo do protótipo em tamanho real até o final de 2021. A expectativa da empresa é de lançar o veículo até 2026.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos