Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,46
    -0,69 (-0,96%)
     
  • OURO

    1.824,90
    -36,50 (-1,96%)
     
  • BTC-USD

    38.771,25
    -1.287,91 (-3,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    963,76
    -28,71 (-2,89%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.439,38
    +2,54 (+0,01%)
     
  • NIKKEI

    28.906,75
    -384,26 (-1,31%)
     
  • NASDAQ

    13.911,50
    -69,75 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0779
    +0,0159 (+0,26%)
     

Embraer negocia sua divisão de carros voadores com a norte-americana Zanite

·1 minuto de leitura

A Embraear confirmou nesta quinta-feira (10) que iniciou negociações com a empresa norte-americana Zanite Acquisition para realizar a fusão de sua divisão Eve Air Mobility. A unidade é responsável pelo desenvolvimento de veículos elétricos de pouso e decolagem vertical (eVTOLs), conhecidos popularmente como carros voadores.

A intenção de fusão foi comunicada à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), e as negociações ainda estão em andamento — o que significa que elas podem terminar sem que um acordo seja firmado. Segundo a Bloomberg, o negócio é avaliado em aproximadamente US$ 2 bilhões (R$ 10 bilhões), mas esse valor também pode variar confirme as empresas trabalham na fusão.

Imagem: Divulgação/Eve Air Mobility
Imagem: Divulgação/Eve Air Mobility

Com a notícia, as ações da Embraer tiveram valorização de 12%, chegando a R$ 19,38 na Bolsa de Valores nesta quinta-feira (10). A Zanite Acquisition é comandada por Kenn Ricci, dono da Flexjet, empresa especializada em jatos privados, e por Steven Rose, cofundador do fundo de private equity Resilience Capital, e levantou US$ 230 milhões em uma oferta pública inicial realizada em novembro de 2020.

Os eVTOLS desenvolvidos pela Eve Air Mobility poderiam ser incorporados aos negócios da Flexjet, que opera vendendo participações em suas frotas de aeronaves. Com isso, seus parceiros conseguem voar de forma particular, ao mesmo tempo em que não precisam se preocupar com a aquisição e manutenção de aeronaves próprias.

Comandada pelo CEO Andre Stein, a Eve anunciou recentemente uma parceria com a Helisul Aviation, operadora de helicópteros brasileira, que prevê a entrega de 50 carros voadores a partir de 2026. Ela também firmou uma parceria com a norte-americana Halo Aviation, que encomendou uma frota de 200 veículos que também deverá passar a ser entregue em 2026.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos