Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    47.394,84
    -9.331,34 (-16,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Embraer apresenta quatro aviões movidos a energia renovável

·3 min de leitura

A Embraer apresentou nesta segunda-feira (8) a nova família de aviões da companhia, todos alinhados com o conceito de zero emissões líquidas de carbono, meta da empresa até 2050.

A chamada Energy Family ainda é formada por aeronaves conceito, ou seja, não representam os modelos comerciais finais, mas mostram diversas propostas de combustão que podem ser adotadas para os próximos anos.

As propulsões inovadoras apresentadas pela Embraer nos aviões-conceito englobam as seguintes tecnologias: eletricidade, célula de combustível de hidrogênio, turbina a gás de duplo combustível e híbrido-elétrico. Cada aeronave está sendo analisada de acordo com sua viabilidade técnica e comercial.

“Vemos nosso papel como desenvolvedor de novas tecnologias para contribuir com a indústria em suas metas de sustentabilidade. Não há solução fácil ou única para chegar à emissão zero. Novas tecnologias e sua infraestrutura de suporte serão disponibilizadas com o tempo.

Estamos trabalhando agora para ajustar os primeiros conceitos de avião, aqueles que podem começar a reduzir as emissões o quanto antes. Aeronaves pequenas são ideais para testar e comprovar novas tecnologias de propulsão para que elas possam, posteriormente, ser aplicadas em aeronaves maiores. É por isso que nossa Energia Family é uma plataforma tão importante”. avisou Luis Carlos Affonso, vice-presidente sênior de Engenharia, Tecnologia e Estratégia Corporativa da Embraer.

Como é a Energy Family?

Imagem: Divulgação/Embraer
Imagem: Divulgação/Embraer

Os quatro tipos diferentes de propulsores "limpos" que foram apresentados pela Embraer nos aviões-conceito foram detalhados pela empresa em comunicado oficial. De acordo com a Embraer, cada um deles tem um funcionamento específico, tamanhos diferentes e, claro, prazos diferentes para a tecnologia estar disponível em larga escala.

Para chegar aos conceitos, a empresa fez parceria com um consórcio internacional de universidades de engenharia, institutos de pesquisas aeronáutica e pequenas e médias empresas para entender melhor a captação, armazenamento e gerenciamento térmico de energia e suas aplicações para a propulsão sustentável de aeronaves.

Os modelos apresentados em São José dos Campos foram os seguintes:

Energia Hybrid (E9-HE)

  • propulsão híbrida-elétrica;

  • até 90% de redução das emissões de CO2;

  • 9 assentos;

  • motores montados na parte traseira;

  • disponibilidade da tecnologia: 2030.

Energia Electric (E9-FE)

  • propulsão elétrica completa;

  • emissões zero de CO2;

  • 9 assentos;

  • hélices contra-rotativas traseiras;

  • disponibilidade da tecnologia: 2035.


Energia H2 Fuel Cell Gas Turbine (E19-H2FC)

  • propulsão elétrica de hidrogênio;

  • emissões zero de CO2;

  • 19 assentos;

  • motores elétricos montados na parte traseira;

  • disponibilidade da tecnologia: 2035 .

Energia Gas Turbine (E50-H2GT)

  • propulsão de hidrogênio ou SAF / JetA;

  • redução de emissões de CO2 em até 100%;

  • 35 a 50 assentos;

  • motores montados na parte traseira;

  • disponibilidade da tecnologia: 2040.

Aposta na sustentabilidade

Arjan Meijer, Presidente e CEO da Embraer Aviação Comercial, apostou que a estratégia da Embraer em relação à sustentabilidade será um sucesso, principalmente pela grande experiência da companhia.

“Veremos uma grande transformação em nosso setor para uma aviação mais sustentável. Com 50 anos de experiência no desenvolvimento, certificação e suporte de aeronaves regionais, a Embraer está em uma posição ímpar para viabilizar a introdução de novas tecnologias inovadoras e sustentáveis”, concluiu.

Vale lembrar que, apesar de a Enery Family ter sido apresentada nesta semana, a Embraer vem demonstrando o interesse por novas propulsões em seus aviões há um bom tempo. Em agosto, o monomotor EMB-203 Ipanema, 100% movido a eletricidade, fez um voo experimental.

Além disso, um demonstrador de célula de combustível de hidrogênio está planejado para 2025 e o eVTOL vem sendo preparado para entrar em operação em 2026.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos