Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.006,11
    +197,55 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,52
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.635,80
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.116,52
    -73,33 (-0,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    436,57
    -22,57 (-4,92%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.984,59
    -36,36 (-0,52%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.372,75
    +39,00 (+0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1610
    +0,0011 (+0,02%)
     

'Demanda' na pandemia faz cemitério querer ir para a Bolsa de Valores

·1 min de leitura
COVID-19 impulsiona negócio de grupo de cemitérios. (Foto: Getty Images)
COVID-19 impulsiona negócio de grupo de cemitérios. (Foto: Getty Images)

O Grupo Cortel, especializado em cemitérios e serviços funerários, deu entrado em um pedido de abertura de capital (IPO) na Comissão de Valores Mobiliários (CVM). A expectativa é de que a empresa faça sua estreia na bolsa de São Paulo para captar mais recursos para sua expansão.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

As informações são de reportagem da revista Exame.

Leia também:

Segundo o prospecto da Cortel submetido à CVM – documento que detalha a visão de futuro da empresa a possíveis investidores interessados em comprar seus papéis – a pandemia não afetou negativamente os negócios até aqui, e inclusive promete um “aquecimento” do setor nos próximos meses.

Segundo o documento, alguns setores do negócio já sentem uma “retomada” com o aumento das mortes em decorrência de infecções do novo coronavírus – demonstração de como, às vezes, os negócios podem ser cruéis.

Segundo a Exame, a Cortel lista entre seus ativos 10 cemitérios, com 76 túmulos ocupados e 15 mil livres, mais cinco crematórios, um dedicado a animais, 40 salas de velórios, 8 capelas e dois planos funerários. Ainda de acordo com o documento, a empresa, fundada há 57 anos, já realizou mais de 145 mil enterros e cremações.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube