Mercado fechado

Em meio a reajuste, gasolina em Fernando de Noronha chega a R$ 9,66

·3 min de leitura
Drops of fuel fall from the gun of a fuel pump at a gas station in Juatuba, Minas Gerais, Brazil on October 22, 2021. - A strike hold by fuel truck drivers is affecting it supply and some stations in the metropolitan region of Belo Horizonte are running out of fuel. (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
Drops of fuel fall from the gun of a fuel pump at a gas station in Juatuba, Minas Gerais, Brazil on October 22, 2021. - A strike hold by fuel truck drivers is affecting it supply and some stations in the metropolitan region of Belo Horizonte are running out of fuel. (Photo by DOUGLAS MAGNO / AFP) (Photo by DOUGLAS MAGNO/AFP via Getty Images)
  • Combustíveis tiveram grande aumento no único posto do arquipélago;

  • Preço é considerado um dos mais caros do Brasil;

  • Ainda assim, aumento na ilha acabou sendo menor que no Recife;

Neste domingo (31), com o novo reajuste de preços em meio a política da Petrobras, o preço da gasolina voltou a subir em Fernando de Noronha. Considerado um dos mais caros do Brasil, o litro do combustível passou de R$ 9,39 para R$ 9,66. O novo valor já está sendo cobrado, e causou forte reclamação de motoristas e turistas, em entrevista ao portal G1.

O aumento mais recente de combustíveis foi anunciado na segunda (25) pela Petrobras. Segundo a empresa, o reajuste de 7% começou ser repassado para as distribuidoras, no dia seguinte. Porém, de acordo com Rafael Coelho, diretor da empresa que administra o único posto do arquipélago, em entrevista ao G1, a situação ainda poderia ser pior.

Leia mais:

“O Nosso aumento foi de 2,87%, o mínimo possível, diante dos 7% repassados pela Petrobras. O diesel não foi carregado, portanto não tivemos reajuste”, afirmou Coelho ao G1. Na ilha, o litro do óleo diesel segue por R$ 7,65. O diretor do posto informou, ainda, que o contrato de cessão do posto indica que os combustíveis podem ser comercializados em Fernando de Noronha por um valor 70% superior aos preços praticados no Recife.

Nos cálculos do responsável pelo posto, se o contrato fosse seguido à risca, o valor da gasolina em Noronha deveria ser R$ 10,50. “O custo marítimo está perto de R$ 2, por litro. Nós temos também alguns custos terrestres, que chegam perto de R$ 0,20, por litro”, explicou Coelho ao G1. Mesmo com o conhecimento sobre o custo extra de transporte de combustível, os motoristas da ilha contestam os valores.

“É a gasolina mais cara do Brasil. Até o fim do ano, vai passar dos R$ 10, com certeza. Eu coloco R$ 200 não dá para circular um dia”, declarou o radioamador Carlos Marenga ao G1. Os taxistas têm ainda mais contestações sobre o custo. “Eu gasto, por mês, entre R$ 4 mil e R$ 4,5 mil. A cada aumento, o meu rendimento cai um pouco”, disse o motorista Júlio Carvalho ao G1. 

Os turistas também fazem coro as reclamações dos motoristas da Ilha: “A gasolina já é famosa por ser cara em Noronha. É um absurdo. A gente pensa duas vezes antes de alugar um carro. As opções são usar táxi ou ônibus ou caminhar. É uma surpresa pagar esse valor no litro da gasolina”, afirmou a estudante de direito Natália Fernandes ao G1.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos