Mercado fechará em 4 h 37 min
  • BOVESPA

    109.245,85
    -2.293,95 (-2,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.956,76
    +274,57 (+0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    60,87
    +1,12 (+1,87%)
     
  • OURO

    1.708,80
    -24,80 (-1,43%)
     
  • BTC-USD

    50.699,34
    +1.290,28 (+2,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.013,88
    +25,78 (+2,61%)
     
  • S&P500

    3.843,89
    -26,40 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    31.384,59
    -6,93 (-0,02%)
     
  • FTSE

    6.623,45
    +9,70 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    +784,56 (+2,70%)
     
  • NIKKEI

    29.559,10
    +150,93 (+0,51%)
     
  • NASDAQ

    12.863,75
    -191,50 (-1,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9081
    +0,0460 (+0,67%)
     

Em meio a disparada nos preços de planos de saúde, site ajuda a consultar valores

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Preço dos planos disparou. (Foto: Getty Images)
Preço dos planos disparou. (Foto: Getty Images)

Um site mantido pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) pode ser uma ferramenta valiosa na hora de pesquisar por opções de planos de saúde, em um ano em que os preços desses contratos dispararam, e muita gente se viu obrigada a revê-los.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

As informações são de reportagem do portal de notícias UOL.

O site de pesquisa de planos de saúde da ANS, disponível neste link, possibilita que o usuário estabeleça uma série de filtros, como estado, município, além de características do plano em si, como opção ambulatorial, hospitalar, odontológica etc.

Leia também:

Depois que essas opções são definidas, o sistema retorna uma série de opções que podem ser consultadas pelo usuário, tanto em planos coletivos quanto individuais.

Segundo números do Idec (Instituto Brasileiro e Defesa do Consumidor) trazidos pelo UOL, no caso dos planos individuais, a média de aumento este ano foi de 8,14%, enquanto nos coletivos, foi de 15% a 20%, mas que o dobro.

Ainda de acordo com o Idec, o consumidor deve optar pelo plano individual se assim for possível, por conta de ele estar mais “protegido” nessa categoria – cujos ajustes anuais são tabelados pela ANS, além de não ser possível tê-lo cancelado a qualquer hora pela operadora.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube