Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.005,36
    -1.976,19 (-8,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

Venda de carros de luxo bate recorde em 2021

·3 min de leitura
Os mais de 20.000 carros de luxo vendidos em conjunto representam um sucesso histórico
Os mais de 20.000 carros de luxo vendidos em conjunto representam um sucesso histórico (Kevin Frayer/Getty Images)
  • Mesmo na pandemia, em 2020, montadoras de carros de luxo fecharam ano com fortes vendas

  • Pequenas mudanças em um modelo de luxo já pode trazer grandes impactos no mercado

  • Rolls-Royce e Lamborghini afirmam ter encomendas que estarão construindo ainda este ano

Como disse o grupo musical "As Meninas", todo mundo já sabe que "o de cima sobe e o de baixo desce". Afinal, mesmo em meio à crise econômica gerada por conta da pandemia de Covid-19, com queda na renda familiar, alta da inflação e aumento no preço de produtos, a venda de carros ultraluxuosos bateram recorde em 2021. A Rolls-Royce, por exemplo, já vendeu em um ano mais carros que em cada uma das suas 117 temporadas de existência. Já Bentley e Lamborghini, que fazem parte do Grupo Volkswagen, viram suas transações de veículos saltarem 31% e 11% - respectivamente - em relação a 2020.

Leia também:

Números históricos

Ao mesmo tempo em que a montadora do CEO Torsten Mueller-Oetvoes entregou 5.586 carros em todo o mundo - maior número de carros que a Rolls-Royce já vendeu em um ano, ao longo de seus 117 anos de história -, a Bentley negociou 14.659 carros e SUVs e a Lamborghini vendeu 2.472 veículos (somente nos EUA) em 2021. Os números poderiam até serem considerados pequenos para uma marca mainstream, mas não para essas de carros luxuosos e super caros. Afinal, as montadoras citadas acima oferecem produtos como o Rolls-Royce Phantom, de US$ 455 mil, ou o Bentley Flying Spur, de US$ 200 mil.

Pandemia e negócios

De acordo com as montadoras, já havia indícios de que a pandemia não prejudicaria os negócios - prova disso foram os anos recordes que Lamborghini e Rolls-Royce em 2019. É fato que houve interrupção na produção destes carros em determinado período de 2020, mas isso foi logo superado quando as fabricantes voltaram a funcionar - fechando esse mesmo ano com fortes vendas no quarto trimestre. Para Christophe Georges, presidente e CEO da Bentley, o forte ressurgimento econômico e baixas taxas de juros foram fundamentais para esses números.

Novos modelos de luxo

Por conta do pequeno número de vendas brutas, qualquer novidade em um modelo de luxo já pode trazer grandes impactos no mercado. A Rolls-Royce, por sua vez, anunciou a produção do sedã Rolls-Royce Ghost redesenhado, vendido a um preço inicial de pouco mais de US$ 300 mil - sendo considerada uma alternativa prática e acessível ao enorme Phantom.

Isso, sem falar da versão Black Badge do Ghost, popular entre os mais jovens, que veio com uma opção de cor e acabamento com elementos cromados escurecidos. Já a Bentley lançou a uma nova opção híbrida, tendo cerca de 20% de todos os SUVs Bentley Bentayga - modelo mais popular da marca - vendidos neste formato. No total, as vendas deste modelo aumentaram 48% em relação a 2020, enquanto as do modelo sedã da Bentley, o Flying Spur, aumentaram 88%.

A Bentley viu suas transações de veículos saltarem 31% em relação a 2020 (REUTERS/Jonathan Ernst)
A Bentley viu suas transações de veículos saltarem 31% em relação a 2020 (REUTERS/Jonathan Ernst)

Interesse em linhas de modelos

É importante lembrar que, nesse mercado de carros de luxo, muitos pedidos específicos por parte dos clientes são feitos às montadoras. Por conta disso, eles demoram semanas ou até meses para ficar prontos - até por isso, Rolls-Royce e Lamborghini já afirmam ter encomendas de carros que estarão construindo ainda este ano. O Rolls-Royce Boat Tail, por exemplo, que tem apenas três sendo fabricados, custou cerca de US$ 25 milhões cada. Para Winkelmann, da Lamborghini, a demanda "está aumentando, e especialmente através dos clientes Urus, um SUV”. A expectativa de todas as citadas nesta matéria é de que 2022 continue sendo muito forte para as vendas de carros de luxo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos