Mercado abrirá em 6 h 48 min
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,43
    +0,20 (+0,28%)
     
  • OURO

    1.765,10
    -13,70 (-0,77%)
     
  • BTC-USD

    43.982,37
    +2.042,77 (+4,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.106,58
    +66,10 (+6,35%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.463,68
    +242,14 (+1,00%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.196,50
    +33,00 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2161
    +0,0073 (+0,12%)
     

Em livro, pioneira do polo aquático usa experiência no esporte para projetar carreira de sucesso

·4 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Desde o início da pandemia, em março do ano passado, uma vez por semana a ex-jogadora de polo aquático Cristiana Pinciroli reservava um momento para se encontrar virtualmente com o pai.

Ele, Pedro Pinciroli Júnior, um atleta olímpico da mesma modalidade, estava em São Paulo. Ela, em Miami, onde vive com três filhas e o marido. O momento escolhido era sempre às segundas-feiras pela manhã, quando ambos se sentem mais produtivos, diz Cristina.

Nos encontros, começaram a tecer a escrita de um livro motivacional que traz a trajetória dos dois, esportistas e empresários, além de metáforas para a vida e para uma carreira de sucesso.

Lançado pela Primavera Editorial, "Esporte, um Palco para a Vida" traça estratégias particulares, hábitos e comportamentos que levariam um homem ou uma mulher ao que, de acordo com a autora, é descrito como a formação de "uma pessoa de excelência" no que faz.

Cristiana foi pioneira no polo aquático feminino, capitã da seleção brasileira e jogou em times no sul da Itália. Foi eleita uma das sete melhores jogadoras do mundo, integrou o All-Star Team e, em 1999, participou da disputa que deu ao Brasil a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Winnipeg.

Pinciroli Júnior, além de atleta olímpico, foi um executivo de proeminência no campo da comunicação, tendo participado da idealização do portal UOL e assumido o cargo de diretor-superintendente do Grupo Folha, empresa na qual trabalhou entre 1979 e 1999.

O livro começa com um desafio proposto pelo pai quando Cristiana tinha apenas seis anos.

Serve de metáfora para superações e para maneiras de transmitir um conhecimento para um filho ainda na infância. A família estava em uma praia do litoral paulista, e pai e filha entraram no mar. Aos poucos, eles foram se dirigindo para o fundo até que o pai disse "veja, ultrapassamos a linha dos surfistas", o que causou nela diversos sentimentos, do medo ao orgulho de ter superado um limite.

A relação entre pai e filha permeia todo o livro, com histórias similares, em que o Pinciroli Júnior sustenta papéis de tutor, conselheiro e mestre. Os ensinamentos dele são uma espécie de norte para o que Cristiana, voz predominante na obra, vai defender, em temas que abarcam o estado emocional e as pressões sofridas pelos atletas, aspectos que, para ela, ganharam protagonismo nos Jogos de Tóquio.

Ela cita, por exemplo, a desistência da ginasta americana Simone Biles nas disputas por equipes e em provas individuais devido à sua condição emocional --"uma decisão muito difícil e corajosa", diz.

No livro, também defende uma preparação psicológica e comportamental que, em tese, pode auxiliar o sujeito na busca por felicidade e sucesso --o que inclui identificar crises e o momento de interromper uma carreira. A argumentação do livro se dá em torno de um sistema de autoconhecimento que ganha o título de WeTeam, promovido por Cristiana em sua trajetória como coaching.

"No método, o enfoque da minha atuação está no fortalecimento do vigor mental, no crescimento após situações de adversidade, no desenvolvimento da autoconfiança e na gestão de nossa energia interna", descreve a autora, em um capítulo batizado de "Força Interior".

À reportagem descreveu um caminho marcado por disciplina, treino e, especialmente, sacrifícios. Enquanto passava da juventude para a vida adulta, notava que o comportamento de atletas ao seu redor ficava mais suscetível às chances de prazer proporcionadas, em parte, pelo crescimento financeiro.

"Tinha um propósito muito forte, herdado das histórias que eu ouvia de um pai que era atleta olímpico: não sair à noite, não frequentar festas. E muitas vezes alguém chegava e dizia: 'pô, Cris, bebe mais'", conta. No lugar das baladas, ela encontrou um outro tipo de companhia: diários, nos quais desabafava em páginas que considerou serem "grandes amigas". Passou os últimos anos de sua trajetória esportiva escrevendo.

"Os diários me ajudavam a organizar meus pensamentos, em momentos de conquistas e vitórias, pois a gente aprende muito analisando as coisas que deram certo. E também quando estava passando por momentos difíceis, de crise. Dificuldades que eu escrevia. Parece que, quando eu escrevia, vinha para mim uma solução, porque você organiza os pensamentos."

Antes dos 30 anos, Cristiana sentiu a necessidade de deixar a vida esportiva profissional. Ela não havia largado os estudos, então tinha em mente uma carreira no mundo corporativo, o que se concretizou quando assumiu um alto cargo no banco Itaú, depois fundido ao Unibanco. Mudou-se, então, para Miami com a família.

Mas foi a maternidade, sonho realizado após deixar a vida de atleta e depois repetido mais duas vezes, que supriu o que ela descreve como um imenso vazio por ter tido de interromper a trajetória no polo aquático, modalidade que só se tornou olímpica na edição de Sidney, em 2010.

ESPORTE, UM PALCO PARA A VIDA

Preço: R$ 54,90

Autor: Cristiana Pinciroli e Pedro Pinciroli Júnior

Editora: Primavera Editorial (520 pág.)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos