Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.141,31
    +494,19 (+1,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Em jogo truncado, Chapecoense e Ceará não saem do zero

·3 minuto de leitura


Mais um jogo movimentou a 3ª rodada do Brasileirão Série A. Neste domingo, 13, a Chapecoense recebeu o Ceará, na Arena Condá. Em busca dos três primeiros pontos e tentando sair da lanterna, o Verdão do Oeste conseguiu segurar os cearenses e conquistaram o seu primeiro ponto na competição nacional. A partida terminou no 0 a 0.

Depois da partida, a Chapecoense abre a 4ª rodada do Brasileirão. Assim, vai até o Estádio do Morumbi, onde encontra o São Paulo. O duelo acontece na quarta-feira, 16. Enquanto isso, o Ceará joga em casa, no Castelão. Dessa forma, recebe o Bahia, na quinta-feira.


INÍCIO MOVIMENTADO
A primeira boa chance partiu da Chapecoense. Aos 6, Fernandinho invadiu a área pelo lado direito, finalizando com força. Richardo, em dois tempos, fez a defesa para o Vozão. Mas não demorou para o Ceará responder. Isso porque, aos 11, Messias ganhou pelo alto da zaga da Chape, cabeceando após cobrança de escanteio pelo lado direito. Prontamente, Tiepo fez a defesa.

Na sequência, foi a vez de Lima assustar. O jogador passou por Busanello e mandou uma bomba. O goleiro do Verdão defendeu. O Ceará seguiu pressionando e apareceu pelos dois lados. Além disso, a equipe alçou muitas bolas para dentro da área da Chapecoense, que conseguiu resistir diante das jogadas de perigo do adversário.

TIEPO, O MILAGROSO
Aos 28, o Ceará teve duas chances de ouro. Na primeira, Lima bateu e acertou o travessão da Chapecoense. A bola acertou ainda nas costas de Tiepo, indo pela linha de fundo. Na sequência, Lima invadiu pelo lado direito, finalizando. Contudo, Tiepo espalmou. No rebote, Cléber chutou rasteiro, e o goleiro da Chape fez outro milagre, evitando o gol cearense.

Na sequência, sentindo dores, Tiepo precisou sair de campo. O jogador saiu de campo direto para uma das ambulâncias da Arena Condá. Com problema no joelho esquerdo, ele foi encaminhado para o hospital. Com a entrada de João Paulo na meta, os donos da casa acordaram, e a partida melhorou, sendo mais disputada. Assim, aos 41, Derlan cruzou pelo lado esquerdo, e Anselmo Ramon cabeceou. Richard ficou apenas olhando, e a bola saiu muito perto do gol do Vozão.

VOLTA DO INTERVALO COM CHANCE DA CHAPE
O começo do segundo tempo foi de tropeços. A primeira grande chance foi da Chapecoense, que voltou a campo querendo abrir o placar. Aos 11, Fernandinho recuperou a bola para a Chape, enfileirando a defesa do Ceará. Na sequência, invadiu a área e bateu para fora. Uma das melhores oportunidades dos catarinenses.

Aos 24, um novo susto dos catarinenses. Perotti encontrou Fernandinho, que chutou com força. Richard espalmou e evitou o gol da Chape. Cléber deu a resposta na sequência. Bruno Pacheco se esforçou e cruzou no limite do campo. O camisa 89 cabeceou por cima do gol, quase abrindo o placar. Aos 44, Vina tomou distância, correu e bateu colocado. No entanto, a bola saiu ao lado. O Vozão seguiu pressionando nos minutos finais, mas foi a Chape quem teve uma boa chance. Perotti recebeu de Bruno Silva e finalizou rasteiro. O goleiro do Alvinegro defendeu. Sem outros perigos, a partida terminou zerada.

FICHA TÉCNICA​
Chapecoense 0 x 0 Ceará
Estádio: Arena Condá, em Chapecó
Data: 13 de junho de 2021, às 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo
Assistentes: William Machado Steffen e Evandro de Melo Lima
Cartões amarelos: Derlan e Bruno Silva (Chapecoense); Fernando Sobral e Messias (Ceará)

CHAPECOENSE (Jair Ventura)
Tiepo (João Paulo, 33’/1ºT); Matheus Ribeiro, Felipe Santana, Ignácio e Busanello (Derlan, 33’/1ºT); Moisés Ribeiro, Ravanelli (Perroti, 24’/2ºT), Guedes, Fernandinho e Lima; Anselmo Ramon (Bruno Silva, 32’/2ºT).

CEARÁ (Guto Ferreira)
Richard; Gabriel Dias, Klaus, Messias e Bruno Pacheco; Oliveira (Pedro Naressi, 36’/2ºT), Fernando Sobral e Jorginho; Rick (Saulo Mineiro, 18’/2ºT), Cléber (Yony González, 36’/2ºT) e Lima (Vina, 26’/2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos