Mercado abrirá em 9 h 39 min
  • BOVESPA

    121.241,63
    +892,84 (+0,74%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.458,02
    +565,74 (+1,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,29
    -0,07 (-0,13%)
     
  • OURO

    1.838,30
    +8,40 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    36.884,89
    -54,71 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    722,88
    -12,26 (-1,67%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,24 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.720,65
    -15,06 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    29.409,01
    +546,24 (+1,89%)
     
  • NIKKEI

    28.588,59
    +346,38 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.883,75
    +81,50 (+0,64%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4019
    +0,0066 (+0,10%)
     

Em jogo de duas expulsões, Fortaleza e Corinthians ficam no empate

Alexandre Guariglia
·4 minuto de leitura
Fortaleza e Corinthians ficaram no empate no Castelão (Kely Pereira/AGIF)
Fortaleza e Corinthians ficaram no empate no Castelão (Kely Pereira/AGIF)

Apesar de boas oportunidades para os dois times, principalmente o mandante, Fortaleza e Corinthians não saíram do empate e ficaram no 0 a 0 no placar, nesta quarta-feira, no Castelão, pela 24ª rodada do Brasileirão-2020. Com arbitragem polêmica, os paulistas perderam Jô, expulso, aos 34 do segundo tempo e os cearenses perderam Bruno Melo, já nos acréscimos da partida.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

O primeiro tempo começou bastante agitado com chances para os dois lados em menos de cinco minutos de jogo. Os donos da casa arriscaram logo dois chutes de fora da área, um com Felipe e outro com Juninho, mas passaram longe do gol de Cássio. Como resposta, Otero teve uma oportunidade de cabeça, mas pegou mal na bola e desperdiçou o que seria a abertura do placar.

Leia também:

Embora houvesse um equilíbrio inicial, o Tricolor cearense despontava como melhor na partida, principalmente com Osvaldo, que bagunçou a defesa corintiana nos primeiros 45 minutos. Na melhor chance da primeira etapa, o atacante ex-São Paulo avançou pela esquerda, entrou na área, se livrou de Gil com um drible e chutou para o gol, mas Cássio defendeu e evitou o tento.

Cantillo, que já havia feito um belo lançamento para o Otero, era a melhor alternativa do Timão para armar o jogo, diante da falta de velocidade da equipe e da forte marcação do Fortaleza, que tentou neutralizar o volante colombiano. Mas o time de Mancini teve boas chances. Uma em que Bergson quase marcou contra, outra em cruzamento de Fábio Santos e a melhor chance em chute de Luan de fora da área. Nas três, Felipe Alves defendeu e salvou os mandantes.

Já na reta final do primeiro tempo, o Fortaleza reforçou sua superioridade em campo. Com mais velocidade e mais verticalidade, a equipe de Marcelo Chamusca deu muito trabalho ao Corinthians e quase abriu o placar quando Fábio Santos vacilou, David roubou a bola e entrou na área, mas Cássio, de forma precisa, cortou o drible do atacante do Tricolor cearense.

Na volta do intervalo, nenhuma das equipes efetuou alterações e seguiram na mesma, inclusive em termos de postura. Timão sem velocidade, com dificuldades para quebrar as linhas, enquanto o Fortaleza tinha espaço para avançar, mas pecava na conclusão das jogadas. David teve um belo contra-ataque para sair cara a cara com Cássio, mas se enrolou com a bola e perdeu.

Aos 12 minutos, Gabriel adiantou a bola dentro da área e Felipe acabou impedindo a passagem do adversário, os corintianos reclamaram muito de pênalti, mas a arbitragem e o VAR mandaram o jogo seguir. Cinco minutos depois, Mancini resolveu sacar Luan e Otero para as entradas de Cazares e Mateus Vital. Em seguida, Chamusca tirou Osvaldo e colocou Yuri César.

Logo após as mexidas, David recebeu passe em contra-ataque, entrou na área, demorou para tomar a decisão e, mais uma vez, desperdiçou oportunidade para o Fortaleza. Chamusca, então, sacou o atacante e colocou João Paulo. Yuri César, que também veio do banco fez boa jogada e cruzou para Tinga, que de cabeça exigiu grande defesa de Cássio, outra vez salvando o Corinthians.

Para completar a renovação no meio-campo alvinegro, Mancini tirou os dois volantes, Gabriel e Cantillo, e lançou Ramiro e Xavier a campo. Cinco minutos depois dessas mexidas, porém, o Timão acabou ficando com um homem a menos, quando o árbitro, após checagem no VAR, entendeu que Jô agrediu Felipe e deu o cartão vermelho direto para o centroavante corintiano.

Vale destacar que Jô já não vinha bem na partida, sem mobilidade, sentindo a falta de ritmo de jogo e sem ser acionado pelos companheiros. Em desvantagem numérica dentro de campo, o Alvinegro acabou recuando e o Fortaleza, que vinha mal na partida, tomou o campo adversário tentando encontrar um buraco na marcação para poder abrir o placar dentro de casa.

Apesar de substituições ousadas de Marcelo Chamusca nos últimos minutos, os mandantes não conseguiram aproveitar o homem a mais, e ainda tiveram Bruno Melo expulso, ao agredir Xavier já nos acréscimos, enquanto o Corinthians segurou o empate e a invencibilidade com Mancini fora de casa. O Timão vai a 30 pontos e sobe para a 10ª posição na tabela, enquanto o Tricolor cearense também vai a 30, mas permanece na 9ª colocação no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA
FORTALEZA 0 X 0 CORINTHIANS

Local: Castelão, Fortaleza (CE)
Data-Hora: 2/12/2020 - 21h30
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (Fifa/SC)
Assistentes: Celso Luiz da Silva (MG) e Marcus Vinicius Gomes (MG)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Público/renda: Portões Fechados
Cartões amarelos: David (FOR) Gabriel Pereira e Cantillo (COR)
Cartões vermelhos: Jô, aos 34'/2ºT (COR) e Bruno Melo, aos 51'/2ºT (FOR)
Gols: -

FORTALEZA: Felipe Alves; Tinga, Jackson, Wanderson (Éderson, aos 44'/2ºT) e Bruno Melo; Juninho e Felipe; Romarinho (Mariano Vázquez, aos 44'/2ºT), David (João Paulo, aos 24'/2ºT) e Osvaldo (Yuri César, aos 20'/2ºT); Bergson. Técnico: Marcelo Chamusca.

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Marllon, Gil e Fábio Santos; Gabriel (Ramiro, aos 29'/2ºT) e Cantillo (Xavier, aos 29'/2ºT); Otero (Mateus Vital, aos 17'/2ºT, Luan (Cazares, aos 17'/2ºT) e Lucas Piton (Gabriel Pereira, aos 23'/2ºT); Jô. Técnico: Vagner Mancini.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos