Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.167,70
    -552,26 (-0,89%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

Em Itaipu, construção proibida funciona com aval da prefeitura de Niterói

·1 minuto de leitura

NITERÓI — Apesar de parecer contrário da Polícia Federal (PF), do Ministério Público do Estado do Rio (MPRJ) e do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), a prefeitura não impediu a construção do Camarote Itaipu, pousada e restaurante localizado na beira das areias da praia do bairro. Sem ser incomodado pela prefeitura, o empreendimento vem funcionando desde outubro de 2020.

Por ter sido construído em área de preservação não edificante, a demolição estava marcada para novembro de 2019, mas o processo foi suspenso após um recurso na Secretaria de Meio Ambiente. As obras deveriam ter sido paralisadas enquanto o processo tramitasse, o que não foi respeitado.

A PF afirma que instaurou um inquérito e três pessoas foram indiciadas. Diz ainda que a prefeitura não apresentou justificativa para licenciamento do empreendimento.

Procurada desde o dia 13 de setembro, a prefeitura não respondeu aos questionamentos do Globo-Niterói, que também não obteve retorno dos proprietários do Camarote Itaipu.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos