Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    60.190,75
    -1.032,24 (-1,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

Em festas, em restaurantes ou em casa, arranjos aéreos esculturais são tendência no décor, com flores secas ou naturais

·1 minuto de leitura

Nem só em terra firme vivem as flores. Suspensas, em arranjos aéreos esculturais, elas vêm ganhando espaço em ambientes internos e externos. Seja pela praticidade de uma instalação feita com plantas secas, que podem durar meses sem precisar de refil, ou pela beleza de versões frescas, que decoram eventos e ocasiões especiais, floristas estão criando verdadeiras esculturas.

Uma das referências no assunto é a diretora artística Signe Bay, de Copenhague, que investe em diversos tipos de arranjos, indicando como posicioná-los na sala de estar e mostrando uma infinidade de combinações.

Por aqui, a florista Renata Paraíso tem feito projetos de arranjos aéreos que emolduram ambientes, criando uma sensação de aconchego. Por isso, um dos lugares preferidos para colocá-los é em cima das mesas. “O mais interessante é fazer arranjos que impactem e conectem os convidados à atmosfera do lugar, criando um clima. O segredo de um aéreo surpreendente é imprimir a personalidade dos anfitriões”, diz ela.

A dupla Joana Bonelli e Cissa Geyer, da Astromélia, criou um arranjo escultural para o Atelier Fernando Jaeger que foi um sucesso, transformando flores em peças de arte. “A instalação aérea se assemelha a uma nuvem e o espaço fica com um ar lúdico e etéreo”, explica Cissa.

Já a arquiteta Michelle Jagger, da MZNO, escolheu uma versão seca para finalizar o ambiente do segundo andar do restaurante Escama. A estrutura, além de durar meses, ainda se mistura à iluminação e ganha status de peça de design. “Uma escultura aérea direciona o olhar para o telhado. Vai bem em lugares em que desejamos destacar o pé-direito”, explica Michelle.

Há beleza pelos ares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos