Mercado abrirá em 1 h 48 min
  • BOVESPA

    110.611,58
    -4.590,65 (-3,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.075,41
    +732,87 (+1,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,71
    +0,66 (+1,01%)
     
  • OURO

    1.699,50
    +21,50 (+1,28%)
     
  • BTC-USD

    54.241,09
    +4.387,94 (+8,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.095,65
    +71,44 (+6,98%)
     
  • S&P500

    3.821,35
    -20,59 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    31.802,44
    +306,14 (+0,97%)
     
  • FTSE

    6.750,70
    +31,57 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    28.773,23
    +232,40 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.027,94
    +284,69 (+0,99%)
     
  • NASDAQ

    12.559,25
    +262,00 (+2,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,9935
    +0,0337 (+0,48%)
     

Em experimento, Facebook vai reduzir exposição de publicações sobre política

Wagner Wakka
·1 minuto de leitura

O Facebook vai reduzir a exibição de publicações relacionadas à política no feed de notícias de alguns usuários brasileiros. Mas calma, é só um experimento. A mudança deve ser temporária e vai funcionar como teste para a empresa entender como criar hierarquias para informações do tipo.

Em publicação oficial, o Facebook explicou que a movimentação vai impactar usuários do Brasil, Estados Unidos, Canadá e Indonésia. “Vamos temporariamente reduzir a distribuição de conteúdos sobre política no feed de notícias para uma pequena porcentagem de pessoas [...] nas próximas semanas”, diz a empresa.

Por este período, a companhia deve explorar algumas formas de criar rankings de conteúdos. Apenas materiais relacionados à saúde, de governos e entidades como a Organização Mundial da Saúde, não devem entrar no experimento.

“Para determinar o quão efetivas estas novas abordagens são, nós enviaremos pesquisas a pessoas sobre a experiência delas durante estes testes. É importante notar que não estamos removendo todo conteúdo político do Facebook”, apontou a companhia.

Segundo dados da própria companhia, publicações sobre política somam somente 6% do total compartilhado na rede social nos Estados Unidos. O Facebook não oferece números direcionados para o Brasil no comunicado.

A relação da rede social com política já é antiga, e um grande exemplo é o caso Cambridge Analytica, que veio à tona em 2018. O vazamento expôs que dados dos usuários foram usados para direcionar anúncios de campanha política na rede social.

Em 2019, a plataforma enfrentou uma onda de disseminação de notícias falsas e desinformação, principalmente relacionadas a questões políticas e campanhas de eleição.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: