Mercado fechado

Em evolução, Jobson reencontra vítima do seu único gol pelo Santos

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


Autor do primeiro gol do Santos nesta Libertadores, Jobson tem ganho mais espaços nas mãos do técnico Cuca desde que Alison passou a desfalcar o Peixe, com uma periostite por sobrecarga na perna esquerda, ficando fora das últimas quatro partidas.

Com boa qualidade de passe, o camisa 8 participou ativamente de dois dos últimos três lances de gol do Alvinegro, lançamentos que iniciaram as jogagadas do segundo tento contra o Grêmio e primeiro contra o Coritivba, pelas 15ª e 16ª rodada do Brasileirão respectivamente - contra o Atlético-GO, pela 17ª rodada. o atleta não atuou, pois cumpriu suspensão).

Além de ser providencial no quesito onde sempre mostrou qualidade, Jobson tem evoluído na marcação, no qual apresentou dificuldade no início da temporada. Segundo o “SofaScore”, nas últimas duas partidas que esteve em campo o jogador ganhou um de cada dois duelos pelo chão, além de registrar nove desarmes e sete interceptações.

No dia 03 de março, pela primeira rodada do grupo G da Conmebol Libertadores, o meia saiu do banco de reservas para ajustar o meio-campo santista e acabou agraciado com o gol de empate do Santos, que na ocasião perdia por 1 a 0 e terminou vencendo por 2 a 1, em pleno estádio Norberto “Tito” Tomaghello, na grande Buenos Aires. Foi o primeiro e único de Jobson pelo Peixe. Agora, as duas equipes voltam a se encontrar, dessa vez na Vila Belmiro, às 19h15 desta terça-feira (20), pela última rodada da chave, na qual o Alvinegro já está garantido como classificado às oitavas de final, além de ser líder líder, enquanto os argentinos lutam para avançar ao mata-mata e para isso precisam imprescindivelmente da vitória.