Mercado abrirá em 9 h 53 min

Em entrevista, Tim Cook afirma que a Apple nunca esteve em melhor forma

Rafael Rodrigues da Silva
Em entrevista para o programa Mad Money da CNBC, o CEO da Apple acusa que a desvalorização das ações da empresa é um reflexo do mercado para alguns problemas pontuais, mas que no geral a empresa nunca esteve tão forte quanto hoje

Na noite desta terça-feira (8), Tim Cook, CEO da Apple, irá participar de Mad Money, um programa de entrevistas americano apresentado por Jim Kramer que tem foco no mercado financeiro. E, como parte da promoção do programa, a equipe do canal de TV soltou alguns trechos da entrevista antes da exibição completa — com algumas declarações bem fortes do CEO.

Como é possível imaginar, um dos tópicos abordados durante a conversa foi as recentes diminuições nas previsões de vendas dos aparelhos da Apple, e Cook alegou que o que influenciou muito esses números foram os problemas enfrentados pela empresa na China (baixas vendas e o banimento de alguns modelos de iPhone do país), a valorização do dólar sobre o mercado internacional, e uma promoção de troca de baterias de iPhone por um preço mais baixo.


Apesar desses problemas, Cook afirma que os investidores e acionistas subestimam o ecossistema criado pela Apple, que mescla uma cultura de inovação com um grupo de consumidores fiéis. O CEO ainda aponta que as quedas recentes no valor das ações da empresa são reflexos do imediatismo dos acionistas, mas que em longo prazo a Apple nunca esteve tão forte — principalmente quando se fala não apenas da venda de produtos, mas da utilização de serviços da empresa.

A entrevista completa de Cook será transmitida pela CNBC no programa Mad Money, que irá ao ar às 20h (no horário de Brasília).


Fonte: Canaltech