Mercado abrirá em 9 h 10 min
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,41
    +0,50 (+1,11%)
     
  • OURO

    1.807,90
    +3,30 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    18.957,68
    -110,81 (-0,58%)
     
  • CMC Crypto 200

    376,08
    +6,33 (+1,71%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.944,30
    +356,10 (+1,34%)
     
  • NIKKEI

    26.581,98
    +416,39 (+1,59%)
     
  • NASDAQ

    12.156,75
    +80,75 (+0,67%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4016
    +0,0047 (+0,07%)
     

Em dois dias, EUA registram maior número de infectados pela Covid-19 desde o início da pandemia

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
United Airlines passengers wait in line to register at the SFO COVID-19 rapid testing site at San Francisco International Airport in San Francisco, Thursday, Oct. 15, 2020. Coronavirus weary residents and struggling business owners in Hawaii will be watching closely as tourists begin to return to the islands on Thursday without having to self-quarantine upon arrival. (AP Photo/Jeff Chiu)
Passageiros da United Airlines aguardam na fila para se registrar no local de testes rápidos (Foto: AP Photo/Jeff Chiu)

Os Estados Unidos registraram o maior número de infectados pela Covid-19, a doença causada pelo coronavírus, desde o início da pandemia. Em apenas dois dias, na sexta-feira (23) e no sábado (24), foram mais de 167 mil novos casos, de acordo com dados da Universidade Johns Hopkins.

Segundo o jornal americano The New York Times, a notícia de que seis estados americanos contabilizaram o maior número de novos infectados causou grande alarme. Isso porque, em geral, o número de novos casos de Covid-19 é menor nos fins de semana — muitos serviços de saúde só fazem o cômputo no dia útil subsequente.

Os estados do Alaska, Ohio, Oklahoma, Colorado, Novo México e Illinois enfrentam surtos tanto em grandes cidades, como Chicago e El Paso, quanto em áreas rurais e comunidades menores, onde a capacidade dos serviços de saúde é reduzida.

Leia também

De acordo com o jornal, especialistas em saúde alertaram que a chegada do outono no país provocaria um ressurgimento dos casos.

"Estamos em um ponto de inflexão perigoso agora", disse o Dr. Scott Gottlieb, ex-comissário da Food and Drug Administration (FDA). "Estamos entrando no que vai ser a inclinação acentuada da curva, da curva epidêmica”, concluiu.

Já a Casa Branca não parece muito preocupada com esse cenário. Em entrevista à CNN, Mark Meadows, chefe de gabinete de Donald Trump, afirmou que o país não vai controlar a pandemia e comparou a Covid-19 a uma gripe.

No total, 8,6 milhões de pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus nos EUA, desde que começou a pandemia. O total de óbitos chega a 224.995.