Mercado fechará em 4 h 30 min

Em colégio militar, aluno custa 3 vezes mais do que na rede pública

(Pixabay)

Uma das principais propostas do candidato do PSL, Jair Bolsonaro, para a educação é ampliar o número de colégios militares no país, disponibilizando um em cada estado. A ideia, no entanto, não é nada barata. Dados do Ministério da Educação Mostram que um estudante de um colégio militar custa, em média, três vezes mais do que em um colégio comum. Os gastos anuais com cada aluno chegam a R$ 19 mil.

Custos

Se o plano de Bolsonaro saísse do papel, considerando mais 16 escolas em todo o país, com cerca de mil alunos cada, seria de R$ 300 milhões. A esse valor deve-se somar os custos de construção desses espaços.

Esse número é maior do que o total usado pelo Ministério da Educação na formação de professores no Brasil, avaliado em R$ 200 milhões.

Colégios militares

Os colégios militares não são destinados à formação de pessoas para o exército, mas são mantidos com a verba do Ministério da Defesa. Nesses ambientes há laboratórios, piscinas e professores bem qualificados.

“A maioria dos nossos professores tem pós-graduação. Temos psicólogos, infraestrutura. Nossa meta é preparar o aluno para a universidade e para a vida”, explica o general Flávio Marcus Lancia, diretor de educação preparatória e assistencial do Sistema Colégio Militar do Brasil.

Os colégios também possuem autonomia para criar seus próprios currículos e estruturas de ensino.

Os resultados mostram desempenhos acima da média entre os alunos desse tipo de instituição, mas especialistas destacam que os estudantes possuem renda considerada muito alta, o que pode ajudar a criar condições para que os alunos aprendam e se destaquem.

Grande parte dos alunos desses colégios é filho de militar. O restante dos alunos deve prestar uma espécie de vestibular para entrar na escola.

Considerando o número de vagas existentes nessas instituições, são apenas 13,2 mi alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio, uma pequena parcela dos mais de 117 milhões de estudantes no país.