Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,31 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -908,97 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    84,83
    -0,72 (-0,84%)
     
  • OURO

    1.836,10
    -6,50 (-0,35%)
     
  • BTC-USD

    35.840,12
    -3.105,37 (-7,97%)
     
  • CMC Crypto 200

    870,86
    +628,18 (+258,85%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,02 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.965,55
    +13,20 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    27.522,26
    -250,67 (-0,90%)
     
  • NASDAQ

    14.411,00
    -430,00 (-2,90%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1900
    +0,0599 (+0,98%)
     

Em Caxias, passageiros chegam a aguardar até 3h por ônibus; espera também é longa em Belford Roxo

·4 min de leitura

Em Duque de Caxias ou Belford Roxo, passageiros da Baixada Fluminense que dependem do transporte público têm uma reclamação em comum: o tempo de espera. Na manhã de ontem, enquanto um aplicativo de celular indicava que a temperatura em Caxias chegava a 34 oC, a doméstica e moradora do Parque das Missões, Domingas Rocha, de 61 anos, sofria com o calor e com a demora do ônibus para voltar para casa. Ela foi ao Poupa Tempo no Caxias Shopping e esperou por mais de 3h um ônibus para o Parque das Missões no ponto em frente ao shopping.

— Estou aqui há mais de três horas e o ônibus não vem. Só tem um ônibus para o Parque das Missões. A gente sofre. Quando venho para o centro de Caxias, passo o dia inteiro esperando, porque não tem ônibus para voltar — relata.

Ela disse que estava passando mal com dores no peito, e que por isso não voltaria andando para casa, um trajeto que dura cerca de 1h a pé, mas que costuma fazer isso por causa da falta do transporte.

— Quando estou bem, vou a pé para casa. É melhor do que ficar esperando, porque é muita demora — diz.

Assim como Domingas, o aposentado José Ferreira, de 73 anos, também aguardava o ônibus para o Parque das Missões, em Duque de Caxias. Ele estava no ponto de ônibus desde 9h da manhã. Meio-dia ainda não tinha conseguido embarcar em nenhum veículo da linha Bela Vista x Parque das Missões, porque não passou nenhum.

— É a pior linha que tem da União. Eu estou há três horas esperando o ônibus e não tem. Tiraram os veículos. A gente tem que pagar cinco reais na van, porque não tem ônibus.

Além da demora, os passageiros reclamaram também da conservação dos transportes que fazem a linha Bela Vista x Parque das Missões, da Viação União. Eles relataram que há assentos soltos nos veículos.

De acordo com o Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro), foram registradas 141 reclamações contra a Viação União este ano. As principais queixas são sobre ar condicionado que não funciona, descumprimento do quadro de horários, má conservação e por não parar nos pontos. Em nota, a Viação União disse que a linha Bela Vista x Parque das Missões está em operação, mas que a empresa teve queda de 50% da receita por causa da pandemia de Covid-19 e que convive com as sucessivas altas do óleo diesel, e “tenta se adaptar à realidade do congelamento de tarifa, que caminha para o terceiro ano com o mesmo valor”, diz.

Em Belford Roxo, a jovem Thainara dos Santos, de 22 anos, que está desempregada, já chegou a perder uma entrevista de emprego na semana passada por depender da linha 421 – Pavuna x Miguel Couto, da Vera Cruz. Ela mora no bairro Xangrilá e precisa desse ônibus para ir ao centro da cidade.

— Semana passada perdi uma entrevista para vaga de telemarketing. Precisava chegar 12h, eu cheguei 14h. Esse ônibus é a única opção que tem para o meu bairro. Além de demorar, acaba ficando cheio — conta a jovem.

Em nota, a Viação Vera Cruz disse que a linha 421 opera com intervalo médio de 15 minutos. “Há de se considerar o trânsito ao longo do itinerário da linha como um fator que pode impactar no tempo de espera nos pontos de ônibus. Além disso, é importante ressaltar que a linha 421 teve queda de 30% de passageiros durante a pandemia da Covid-19, mas a empresa continua empenhando esforços para manter a qualidade da operação”, afirma a empresa.

Também no centro de Belford Roxo, a estudante de psicologia Leticia Pires aguardava um ônibus da linha 115 – Nova Iguaçu x Caxias para ir para a faculdade em Nova Iguaçu.

— Eles são superlotados, e nesse horário (por volta de meio-dia) demora muito — afirma.

Ela mora em Belford Roxo, e chegou a mudar de ponto de ônibus para tentar pegar o transporte em outro local após esperar por 20 minutos. A estudante reclamou ainda da linha 7017, que faz o trajeto Jardim Redentor x Belford Roxo, da Flores:

— Só tem um ônibus rodando nela e a cada 1h. Eram três. E não circula sábado nem domingo.

A Transporte Flores disse que a linha 7017 funciona de segunda a sábado. E que, de fato, há apenas um veículo fazendo o trajeto por dia. “Com uma média de 220 passageiros por dia, a demanda da população é atendida com um ônibus para o itinerário. Há, ainda, outras duas opções de linhas da empresa que passam por itinerários parecidos: a 451l - Nova Iguaçu x Pq. São José (Estr. Boa Esperança), que circula de segunda a sábado; e a 450 - Parque São José x Nova Iguaçu (via Marcovaldi), todos os dias da semana”, afirma a empresa.

De acordo com o Detro, a Flores registrou 171 reclamações este ano, a maioria por descumprimento do quadro de horários, por não parar nos pontos e pelo excesso de passageiros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos