Mercado abrirá em 23 mins
  • BOVESPA

    112.291,59
    +413,06 (+0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.934,21
    +259,38 (+0,59%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,28
    +0,64 (+1,40%)
     
  • OURO

    1.842,50
    +1,40 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    18.968,95
    -288,63 (-1,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    372,25
    -2,15 (-0,58%)
     
  • S&P500

    3.666,72
    -2,29 (-0,06%)
     
  • DOW JONES

    29.969,52
    +85,73 (+0,29%)
     
  • FTSE

    6.541,29
    +51,02 (+0,79%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.510,75
    +48,50 (+0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2493
    +0,0133 (+0,21%)
     

Em 6ª alta seguida, Bolsa vai a 105 mil pontos, maior patamar desde julho

JÚLIA MOURA
·2 minuto de leitura
SÃO PAULO, SP - 10.11.2020: MOVIMENTAÇÃO MERCADO FINANCEIRO - Movimentação de pessoas no edifício sede da Bolsa de Valores de São Paulo na região central da cidade na tarde desta terça-feira (10). Os mercados têm refletido otimismo com a eleição do presidente americando Joe Biden e testes positivos de vacinas contra a Covid-19. (Foto: Bruno Rocha /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1989995
SÃO PAULO, SP - 10.11.2020: MOVIMENTAÇÃO MERCADO FINANCEIRO - Movimentação de pessoas no edifício sede da Bolsa de Valores de São Paulo na região central da cidade na tarde desta terça-feira (10). Os mercados têm refletido otimismo com a eleição do presidente americando Joe Biden e testes positivos de vacinas contra a Covid-19. (Foto: Bruno Rocha /Fotoarena/Folhapress) ORG XMIT: 1989995

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Bolsa brasileira ainda surfa a onda da vitória do democrata Joe Biden nos Estados Unidos e a eficácia de 90% da vacina da Pfizer em parceria com a BioNTech, somada aos resultados das companhias no terceiro trimestre deste ano.

O movimento levou o Ibovespa, maior índice acionário do Brasil, ao seu sexto pregão seguido de alta nesta terça-feira (10), contabilizando valorização de quase 12% no período.

Nesta sessão, o índice subiu 1,5%, a 105.066 pontos, maior valor desde 27 de julho. A alta foi impulsionada pelas fortes valorizações de Petrobras e bancos. No melhor momento do pregão, o Ibovespa chegou a 105.758 pontos, máxima intradia desde 5 de março.

A petroleira teve uma das maiores altas do pregão, em linha com a alta de quase 4% nos preços do petróleo. As ações preferenciais (sem direito a voto) da estatal subiram 6,8%, a R$ 23,08. As ordinárias (com direito a voto) saltaram 7,94%, a R$ 23,64.

O Santander subiu 7,65% e o Banco do Brasil, 5,10%. As ações preferenciais de Bradesco subiram 6,45% e as ordinárias, 5,59%. Itaú ganhou 4,52%.

Outro destaque foi a Ambev, que subiu 6,96%, a R$ 15,21.

Na ponta oposta, a B2W caiu 8,3%, após forte resultado da concorrente Magazine Luiza, que superou pela primeira vez a B2W em vendas brutas no meio digital. Apesar dos números positivos, a Magazine Luiza caiu 4,6%.

Pelo segundo pregão seguido, o dólar fechou estável, a R$ 5,39. O turismo está a R$ 5,53.

Nos EUA, a Bolsa de tecnologia em Nasdaq teve seu segundo pregão de baixa nesta terça, com qieda de 1,4%, com investidores vendendo papéis de tecnologia, que se beneficiaram dos lockdowns induzidos pelo coronavírus, e favorecendo setores que mais sofreram durante a pandemia, com otimismo de que uma vacina contra a Covid-19 vai provocar uma virada positiva na economia.

A Amazon caiu 3,46%, impactada pela acusação formal e investigação da União Europeia sobre abuso de poder de mercado da companhia americana.

Na acusação, anunciada nesta terça, etapa chamada de Declaração de Objeções no processo antitruste europeu, a UE acusou a Amazon de usar indevidamente em seu próprio proveito dados de vendedores terceirizados que usam sua plataforma e seus serviços de comércio eletrônico.

Se for condenada, a companhia pode ser multada em até 10% de seu faturamento global, ou cerca de US$ 19 bilhões (R$ 102 bilhões).

O índice Dow Jones subiu 0,9% e o S&P 500 perdeu 0,14%.