Mercado abrirá em 8 h 14 min

Em 2 horas, BC registra quase 200 mil cadastros de chaves no PIX

Fernanda Bompan
·2 minutos de leitura

Nova forma de transferências instantâneas entrará em vigor no dia 16 de novembro, mas desde hoje pessoas físicas ou jurídicas podem cadastrar uma chave em sua instituição de preferência Começa hoje o cadastramento das chaves necessárias para identificação no Pix, o sistema de pagamentos instantâneos capitaneado pelo Banco Central. Em live realizada nesta manhã, o BC informou que em pouco mais de duas horas foram registrados quase 200 mil de cadastros. Somente na primeira hora (com o processo iniciado às 9 horas), foram pouco mais de 50 mil cadastros, subindo rapidamente para 140 mil em uma hora e meia e chegou aos 193 mil próximo das 11h30. O Pix, nova forma de transferências instantâneas, entrará em vigor no dia 16 de novembro, mas desde hoje pessoas físicas (PF) ou jurídicas (PJ) podem cadastrar uma chave em sua instituição de preferência. Os pagamentos do Pix podem ser feitos por meio da leitura de um QR Code, gerado pelo recebedor, com a câmera do smartphone - isso se a pessoa optar por fazer no aplicativo da sua instituição financeira ou de pagamento -, ou informando uma chave Pix, por meio da opção também oferecida pelo banco no aplicativo instalado no celular. Portanto, diferentemente de uma operação de TED ou DOC, em que é necessário apresentar todos os dados bancários (nome completo, números da conta e da agência), no Pix é possível apresentar somente a chave. De acordo com o BC, responsável pela regulamentação, essa chave representa um endereço da conta da pessoa física ou jurídica nesse novo sistema de pagamento. É uma espécie de “apelido” utilizado para identificação dos participantes da operação. São três tipos de dados que podem ser vinculados: CPF/CNPJ, e-mail ou número de telefone celular. Ainda conforme a autoridade monetária, os clientes pessoa física podem ter cinco chaves para cada conta da qual for o titular, enquanto os clientes pessoa jurídica podem ter até 20 chaves. Contudo, o mesmo apelido não poderá ser utilizado para contas. Com relação às pessoas jurídicas, a chave principal será o CNPJ e, no caso das físicas, o CPF. O cadastro não é obrigatório, mas a recomendação do Banco Central é que seja feito na instituição de preferência do cliente. Pixabay